Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Preço da gasolina registra queda pela terceira semana consecutiva

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na última sexta-feira (3), o preço do diesel caiu pela segunda semana consecutiva. Além disso, também houve uma queda no valor da gasolina, que registrou o menor preço em dois meses.

A redução no preço do diesel foi de 0,6%. Sendo assim, o valor do combustível caiu de R$ 6,918 para R$ 6,882. Vale informar que o maior valor do diesel encontrado pela ANP nesta semana foi de R$ 8,300, enquanto o menor foi R$ 6,190. Na semana anterior, o preço do diesel havia atingido um patamar recorde de R$ 6,943, o maior valor nominal desde 2004.

Os dados divulgados pela ANP ainda indicam que o menor valor encontrado na venda do diesel (R$ 6,190) foi na região Sul. Já o maior preço do diesel foi localizado na região Norte do país (R$ 8,300). 

Redução no valor da gasolina

Ao analisar a síntese dos preços praticados no Brasil divulgada pela ANP, o menor valor da gasolina foi encontrado no Sudeste (6,180). Entretanto, a mesma região também registrou o maior valor na venda do combustível (8,490). O desvio padrão no Sudeste foi de 0,445. 

Apesar da gasolina apresentar queda, a expectativa é de que o preço do combustível volte a subir. Segundo informações disponibilizadas pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), a defasagem da gasolina em relação ao valor do mercado internacional subiu para 13%. 

A associação ainda ressaltou que se a Petrobras pretende alinhar os preços, será necessário aumentar a gasolina em R$ 0,56 e o diesel em R$ 0,33. Para especialistas, a alta no preço dos combustíveis é reflexo de uma nova escalada do preço do petróleo no mundo.

Disparada mundial no valor dos combustíveis

Os dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis apontam que o valor médio do etanol passou de  R$ 5,186 o litro para R$ 5,083. Desse modo, houve uma queda de 2%.

Apesar disso, o mercado mundial vem enfrentando uma disparada no valor dos combustíveis. Para especialistas, a principal causa do problema são os conflitos decorrentes da invasão Russa à Ucrânia, tendo em vista a oferta limitada frente à demanda mundial pelos combustíveis.

O novo site da Petrobras 

Na última quarta-feira (1), a Petrobras anunciou o lançamento de um site que ensina como são feitos os cálculos para alteração de combustíveis (gasolina, diesel e gás de cozinha). O objetivo da plataforma é que os consumidores consigam filtrar os valores cobrados pelos combustíveis de acordo com a média nacional ou por estados. 

Sendo assim, o site possibilita que sejam feitas análises de impostos e variáveis locais, de forma que os cidadãos compreendam os procedimentos de precificação da gasolina, diesel e gás de cozinha, do local em que residem. “O novo ambiente virtual é mais uma ação da Petrobras para manter a sociedade informada sobre os preços de venda dos seus produtos”, disse a estatal em nota. 

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.