Seus pensamentos podem afetar o seu processo de emagrecimento! Veja como

Podem ser vistos como autossabotagem.

Como não podemos separar a nossa mente do nosso corpo, os nossos pensamentos afetam o nosso emagrecimento de diversas maneiras. Não que o ato de pensar fará com que percamos peso ou não, mas, sim, os pensamentos estão por trás dos nossos comportamentos alimentares e de nossas práticas de exercícios.

Sendo assim, eles podem ser motivadores, sabotadores, limitantes, etc. Por isso, conhecê-los, avaliá-los e levá-los em conta durante o processo de emagrecimento é importante. Saiba mais informações sobre este tema neste texto!

Como os pensamentos afetam o nosso emagrecimento?

Existem muitas formas de os pensamentos afetarem o nosso processo de emagrecimento e o nosso comprometimento com a perda de peso. A seguir, descrevemos algumas situações que podem ser avaliadas por você no dia a dia:

1. Pensamentos de autossabotagem

A autossabotagem faz com que nós mesmos coloquemos impeditivos no nosso processo de emagrecimento. É o caso de procrastinar e dizer algo como “amanhã eu começo a dieta”, sempre deixando para outro momento aquilo que deveria ser iniciado no hoje.

Além disso, há ainda pensamentos como “não adianta tentar, eu sempre volto a engordar” que podem levar à autossabotagem, fazendo com que você desista dos hábitos saudáveis ou volte a comer em excesso.

2. Pensamentos de crenças limitantes

As crenças limitantes, por sua vez, dizem respeito aos pensamentos como “eu nunca vou conseguir mesmo” ou “alimentos saudáveis têm sabor ruim”. Esse tipo de pensamento nos impede de encontrar caminhos interessantes para o processo de emagrecimento.

Afinal, para emagrecer não precisamos consumir alimentos que não gostamos, mas, sim, encontrar alternativas saudáveis que sejam também saborosas. É uma questão de reeducação alimentar.

3. Pensamentos relacionados ao estresse

Os pensamentos que vêm carregados de estresse também podem afetar o nosso emagrecimento. Pois pare e pense: quantas vezes você sentiu que estava vivendo uma situação de estresse e, por isso, pode ter consumido algum tipo de alimento pouco saudável para tentar “se sentir melhor”? Pois é…

Apesar de ser uma autossabotagem, esse caso em específico está muito relacionado aos pensamentos de estresse, que devem ser avaliados, escutados e organizados, a fim de impedir comportamentos impulsivos.

4. Pensamentos de automotivação

Os nossos pensamentos não afetam o emagrecimento apenas de uma forma ruim, pelo contrário! Eles também podem nos ajudar a seguir adiante, quando mentalizamos algumas considerações mais interessantes.

Por exemplo, pensamentos positivos e motivacionais podem ajudar a manter o foco para continuar com os hábitos saudáveis, mesmo quando surgem desafios ou dificuldades.

5. Pensamentos relacionados à autoestima

A autoestima também pode impactar a maneira como lidamos com o processo de emagrecimento. Se a autoestima é extremamente baixa, a pessoa pode não sentir confiança de que conseguirá emagrecer, abrindo mão do processo.

Já uma pessoa mais confiante e com foco nos objetivos pode se sentir mais disposta a seguir, mesmo em casos de adversidades e desafios.

Por isso, ouvir as nossas emoções e os nossos pensamentos, organizando-os, ressignificando-os e aprendendo a lidar com eles, é um dos caminhos para um processo de emagrecimento que inclua, também, a saúde mental. Pense nisso e cuide de si!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.