Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Paes assina acordo com Doria para compra de vacinas

 

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), assinou ontem (20) acordo com o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), para compra de vacinas. 
João Doria, à esquerda, e Eduardo Paes, à direita (Imagem: Reprodução/Twitter)

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), assinou ontem (20) acordo com o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), para compra de vacinas produzidas no estado paulista.

Em seu Twitter, o futuro prefeito carioca disse que pretende seguir o plano nacional de vacinação, mas que quer preparar um plano próprio, também,

“Estamos preparando nossa rede de saúde para que ela possa atender os cariocas com a maior brevidade possível e sem riscos. Da mesma forma já estamos em contato com diferentes laboratórios com o objetivo de superar esse difícil momento de nossas vidas”, explicou Paes.

A promessa de Paes

Após a assinatura do termo de cooperação entre o governo paulista e a prefeitura do Rio, Eduardo Paes prometeu que pretende divulgar um plano municipal de vacinação ainda neste ano.

Segundo ele, a expectativa é divulgar as estratégias de imunização no próximo dia 28 de dezembro, depois do Natal. “Vamos fazer o Rio voltar a dar certo”, celebrou ele.

Disputa de Doria sobre a vacina chinesa

João Doria anunciou que deve começar a vacinação em São Paulo a partir do dia 25 de janeiro. O imunizante está sendo fabricado pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês SinoVac.

Doria trava uma disputa com contornos eleitorais contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Ambos ambicionam a presidência da República em 2022, nas próximas eleições.

Bolsonaro chegou a dizer que não vai tomar nenhuma vacina, logo após anunciar publicamente o Plano Nacional de Vacinação. O plano, inclusive, não define data para imunizar os brasileiros.

Paes, que é opositor de Bolsonaro, aceitou a vacina criada pelo Instituto Butantan.

Lei ainda: Bolsonaro diz que não vai tomar vacina contra Covid-19

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.