O Mistério Desvendado: O que realmente significa Nível Médio em Concursos Públicos?

Confira tudo aqui

Muitas pessoas que desejam realizar provas em concursos públicos têm dúvidas sobre o que realmente significa nível médio entre os requisitos dos editais.

Por conta disso, separamos mais detalhes e esclarecimentos sobre o assunto.

Nível médio em concursos públicos

Conseguir um emprego no setor público não se restringe apenas àqueles que têm diplomas de graduação.

Para aqueles que ainda estão em busca de um diploma universitário, mas sonham em adentrar no cenário dos concursos públicos, uma alternativa viável é se candidatar a concursos de nível médio.

Concursos nessa categoria demandam que o concorrente apresente um certificado ou diploma de conclusão do ensino médio emitido por instituições educacionais reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação.

Contudo, uma dúvida bastante comum é quando apresentar este documento. Pois bem, é necessária apenas após a aprovação, nomeação e posse do candidato.

Em outras palavras, aqueles que ainda estão em processo de conclusão do ensino médio e que terão o diploma ou certificado em mãos até o momento da posse estão aptos a se candidatar a concursos públicos sem restrições.

Por isso, é fundamental se atentar ao edital e verificar todas as regras necessárias aos ingressantes

O Mistério Desvendado: O que realmente significa Nível Médio em Concursos Públicos
O Mistério Desvendado: O que realmente significa Nível Médio em Concursos Públicos. Imagem: Reprodução

Requisitos concursos públicos 

Além disso, é fundamental atender a outros requisitos essenciais, incluindo a idade mínima de 18 anos e o cumprimento das obrigações militares (para candidatos do sexo masculino) e eleitorais.

Especialistas enxergam concursos públicos de nível médio como uma forma de enfrentar o desemprego no Brasil. Em julho, o governo deu sinal verde para a abertura de mais de 16 mil novas vagas em concursos públicos destinados a ministérios e órgãos federais.

O professor da Faculdade Getúlio Vargas- FGV- pontuou sobre o assunto: “As pessoas podem prestar prova para concurso ainda que estejam concluindo o ensino médio, mas no momento da posse em caso de aprovação, têm que comprovar a conclusão em uma instituição com reconhecimento do MEC”.

Sobre as 16 mil vagas disponibilizadas, é bom destacar que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) se sobressai com a maior oferta de oportunidades, apresentando um considerável contingente de 8.141 vagas destinadas a candidatos de nível médio.

Estas vagas de concursos públicos federais incluem tanto posições temporárias quanto efetivas. Apesar do término do período de inscrições, o processo seletivo permanece em desenvolvimento, oferecendo uma oportunidade para aqueles que buscam ingressar no IBGE.

Enem dos Concursos

Nesta sexta-feira, 29 de setembro, a ministra Esther Dweck liberou novos esclarecimentos sobre o Enem dos Concursos.

Este novo edital também é chamado de concurso unificado.

Até o momento, já estão confirmadas um total de 6.590 vagas, distribuídas entre 20 órgãos. Aqueles órgãos que ainda não responderam terão a oportunidade de aderir à iniciativa até a próxima sexta-feira (06), quando está programada a assinatura do termo de adesão.

Com base nas expectativas, estima-se que o número de inscrições possa atingir a marca de 3 a 4 milhões de candidatos, demonstrando um grande interesse e demanda por essas oportunidades de emprego nos órgãos que participarão desse processo seletivo conjunto.

Lista de órgãos Enem dos Concursos

Confira a seguir quantidade de vagas e órgãos que aderiram ao certame:

Órgãos Vagas
Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI) 502
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) 742
Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) 520
MGI e transversais 1.480
Ministério da Saúde (MS) 220
Ministério do Trabalho e Emprego (AFT) 900
Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) 30
Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) 110
Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) 40
Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) 40
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) 35
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 895
Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) 130
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) 296
Ministério da Cultura (MJSP) 50
Advocacia Geral da União (AGU) 400
Ministério da Educação (MEC) 70
Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) 40
Ministério dos Povos Indígenas (MPI) 30
Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) 60

Confira a distribuição por cargo aqui.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.