Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO programa vai dar R$ 550 para jovens ainda em 2021

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar sobre o Bônus de Inclusão Participativa (BIP). De acordo com ele, o programa deve ter a sua estreia ainda este ano e vai pagar uma bolsa de R$ 550 para jovens que nem estão trabalhando, nem estudando neste momento.

Isso é uma mudança em relação aos detalhes que ele mesmo divulgou há algumas semanas. É que recentemente, o Ministro disse que o programa pagaria uma bolsa de R$ 600 para esses jovens. Agora, no entanto, esse nível de pagamentos caiu para R$ 550.

De acordo com Guedes, os jovens que tenham entre 18 e 20 anos serão os alvos desses projeto. Para participar, eles não poderão estar estudando nem trabalhando oficialmente. O programa é voluntário. Isso quer dizer portanto que apenas os jovens que quiserem é que poderão se inscrever.

Pela versão de Guedes, os jovens simplesmente irão trabalhar em uma empresa de grande porte e ganhar uma bolsa de R$ 550 mensalmente. A ideia do Planalto é justamente colocar essas pessoas no mercado de trabalho. Pelo menos é isso o que o Ministro está prometendo.

“Mais R$ 275 do governo e R$ 275 da empresa, o jovem consegue um programa de um ano, ou até um ano e meio, de qualificação. Achamos que vai ter um aumento rápido do emprego, uma redução do desemprego, tirando o jovem das ruas e colocando na qualificação profissional”, disse o Ministro.

“São os ‘nem nem’, que tem nem universidade e nem emprego. Queremos que sejam incluídos no sistema produtivo”, declarou Guedes. No entanto, vale lembrar que antes mesmo de começar, esse programa é alvo de críticas da oposição.

Críticas da oposição ao Ministro

Parte da oposição ao Governo do Presidente Jair Bolsonaro está de olho neste projeto. É que parte dos parlamentares afirma que o programa pode estar oferecendo nada menos do que uma mão de obra barata para as grandes empresas brasileiras.

De acordo com a proposta de Guedes, os jovens iriam trabalhar como qualquer outro empregado, mas acabariam ganhando menos do que o salário mínimo, que hoje é de R$ 1100. Como dito, a bolsa que esses jovens irão receber é de R$ 550.

É justamente por isso que alguns setores da sociedade estão pedindo mais explicações do Ministro da Economia sobre o projeto. Dentro do Governo, há quem diga que esses jovens não iriam trabalhar nas mesmas condições de outros trabalhadores. No entanto, essa ainda não é uma informação oficial.

Olho nos empregos

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, segue afirmando que a situação vai melhorar nos próximos meses. Nessa declaração desta terça-feira (8), ele voltou a dizer que o país vai voltar a gerar empregos com mais facilidade em um futuro próximo. No entanto, ele também disse isso no final do ano passado.

Em dezembro de 2020, aliás, ele chegou a dizer que os brasileiros não iriam precisar tanto assim do Auxílio Emergencial no início de 2021. Isso aconteceria porque com a recuperação dos empregos, as pessoas iriam sobreviver com os seus salários.

Isso não aconteceu de fato. Pelo contrário. A situação da pandemia do novo coronavírus acabou piorando no país. E isso acabou fazendo com que o próprio Governo retomasse os pagamentos do Auxílio Emergencial, que aliás, deve passar até por uma prorrogação. 

5 Comentários
  1. Rosana dos Santos Augusto Diz

    Isso sim é algo que deve mesmo ser colocado em prática. Tenho um filho que vai fazer 20 anos ,e sempre tentando um emprego ,mais sempre pedem experiência, como ele vai ter alguma experiência se nunca teve uma oportunidade .
    No certo sendo a oportunidade do primeiro emprego, deveria ser sem certas exigências, principalmente no caso de experiência.
    Bom ,só espero que meu filho se inscreva e consiga ,pois ele quer muito trabalhar .Ele até tem um pequeno problema de deficiência ,devido a meningite que ele teve quando pequeno ,e além do lado esquerdo ele não ter uma boa coordenação motora ,e o braço e a mão serem menor e mais fino ,ele sempre fala ,que ele é capaz ,e que só precisa de oportunidade no mercado de trabalho, mas infelizmente ele não consegue uma oportunidade.

    1. Poul Diz

      Realidade espero que consiga e continue acreditando em sua capacidade .

  2. Sara Diz

    Acho ótima a idéia de por os jovens no mercado de trabalho,desde que obrigam os também a dá continuidade nos estudos,e que a carga horária de de trabalho não ultrapasse as quatro horas exigida por lei,e que haja fiscalização nas empresas,porque tem muitas empresas que aproveitam Dessa mão de obra e exploram os jovens nos trabalhos pesados e exaustivos,e os jovens não reclamam por medo de perder essa oportunidade,vejo isso muito em supermercados e atacarejo.

  3. J Diz

    Os jovens só querem saber de festas bebidas e drogas enquanto muitos tão passando necessidade com a família em casa lindo cada vez o Brasil vai de mal a pior

  4. Altamir Félix dê oliveira Diz

    Eu.resebri em.2020

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.