Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO Bolsa Família é confirmado para novembro

De acordo com Ministro da Cidadania, novo Bolsa Família deve chegar no bolso dos brasileiros apenas no próximo mês de novembro

O Governo Federal anunciou nesta segunda-feira (5) a prorrogação do Auxílio Emergencial. O programa ganhou oficialmente mais três meses de duração. Com isso, muita gente começou a acreditar que o novo Bolsa Família começaria logo na sequência. Por essa lógica o projeto vai estrear em novembro.

E quem achou isso, acertou. De acordo com o Ministro da Cidadania, João Roma, o país vai estrear o novo Bolsa Família no penúltimo mês do ano. Então assim que o Auxílio Emergencial acabar, o Governo vai apresentar o projeto novo. No entanto, as novidades acabam por aí. Eles não falaram mais sobre o assunto.

Na última semana, João Roma garantiu que o Presidente Jair Bolsonaro daria mais detalhes sobre este novo programa até a última sexta-feira (3). No entanto, isso não aconteceu. E o fato é que mesmo depois da declaração do Presidente nesta segunda (5), muitas questões ainda estão sem respostas.

A primeira e talvez mais importante dessas perguntas é em relação ao valor médio do pagamento do projeto. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 14 milhões de brasileiros recebem o dinheiro do programa. A média de repasses é de R$ 190 atualmente para todas as famílias.

Outro ponto que ainda falta esclarecer é sobre a quantidade de beneficiários que irão receber o dinheiro. O que se sabe mesmo é que o Governo quer aumentar a quantidade de usuários. No entanto, não se sabe quantas pessoas entrariam nessa lógica. Há quem fale em 2 milhões e há quem fale até em 17 milhões de brasileiros.

Novo Bolsa Família

Recentemente, o Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) disse em entrevista que acredita que o Governo precisa ser mais rápido na apresentação de projetos como o novo Bolsa Família.

De acordo com Lira, o Congresso Nacional não dispõe de tempo hábil para a aprovação de pautas como estas. Por isso, ele disse que o Palácio do Planalto deveria ser mais rápido em todo este processo em questão.

Vale lembrar que Lira não participou da cerimônia do anúncio da prorrogação do Auxílio Emergencial. Estavam lá o Presidente Jair Bolsonaro, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Ministro da Cidadania, João Roma e o Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Olho no segundo semestre

De acordo com informações de bastidores, o Presidente quer aprovar o maior número possível de projetos para este segundo semestre. Segundo membros do Palácio do Planalto, eles estão chamando isso de “pacote de bondades”.

No entanto, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, não estaria muito satisfeito com toda essa ajuda. Informações de bastidores dão conta de que o chefe da pasta é contra um reajuste para os servidores públicos agora.

Esse é um dos pedidos do Presidente Jair Bolsonaro neste momento. Ele quer aprovar essa mudança. Vale lembrar que as eleições presidenciais irão acontecer no Brasil em 2022 e os programas sociais poderão acabar sendo decisivos para o Planalto. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.