Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVA prorrogação do auxílio de R$300 é SOLICITADA para 2021

Diante da dificuldade do governo em relação ao financiamento do Renda Cidadã, congressistas têm apoiado a prorrogação por mais três meses do decreto de calamidade pública. O prazo termina em 31 de dezembro.

Com a extensão, o auxílio emergencial de R$ 300 também poderia ser prorrogado, além de conceder mais tempo ao governo para a criação do Renda Cidadã, substituto do Bolsa Família.

Mesmo com a resistência do governo, o plano tem se fortalecido entre os congressistas. No início da pandemia, o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendia um auxílio no valor R$ 200, porém, foi aprovado pelo Congresso cinco parcelas no valor de R$ 600.

A prorrogação da calamidade pública já havia sido citada em debate da comissão mista que analisa os gastos com o combate ao coronavírus, no começo deste mês.

O vice-líder do PSD no Senado, Vanderlan Cardoso (GO), que também integra a base aliada e a comissão da reforma tributária, afirmou seu apoio sobre a prorrogação. No entanto, o senador ressalta que a ideia não é prevista pelo governo.

“Eu acredito que vai se estender por pelo menos mais dois ou três meses, pelo menos no início do ano. Essa pandemia até o fim do ano não vai diminuir assim, e o decreto é o caminho”, disse o senador.

Paulo Guedes e auxílio emergencial até 2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial pode voltar a ser pago aos brasileiros em 2021 caso o país seja atingido por uma nova onda do coronavírus.

“Deixamos bem claro para todo mundo. Se houver uma segunda onda no Brasil, temos já os mecanismos. Digitalizamos 64 milhões de brasileiros. Sabemos quem são, onde estão e o que eles precisam para sobreviver”, afirmou Guedes em teleconferência com a agência Bloomberg.

Ainda, de acordo com o ministro, o auxílio emergencial foi projetado no início com um valor menor para ser pago por um longo período, mas que a classe política mudou os números.

Guedes planejava que R$ 200 fossem pagos aos beneficiários, mas o Congresso demandou R$ 500 e presidente Jair Bolsonaro aumentou para R$ 600, com objetivo de ficar com a paternidade do valor.

3 Comentários
  1. BX Diz

    Minha vizinha me disse que nunca viu tanta fartura – Em conversa sobre o auxilio.

  2. OSNI Araujo dps Santos Diz

    Paulo Guedes vc é dono do dinheiro? ou dono do país ? até parece quê vc está dando dinheiro do seu bolso este dinheiro não é de graça não os impostos voltam para vc em dobro rapidamente vc ja tem seu salário gordissimo e contra tudo que os deputados e senadores aprovam de benefícios para o povo vc da um jeito de negar ponha a mão na consciência um pouco a juda as pessoas que mais na frente Deus te ajuda também pensa nisso ok?

  3. JOSE LOPES FERREIRA FILHO Diz

    O meu pensamento e o seguinte que precisamos damos as mãos refletirmos mas pença no real sentindo da vida e damos mas valor no que temos em nossa volta porque ate agora vemos mensagem bonitas belas em rede sócias e outras mas sobre o corona viros.. mas para que nos tenhamos vitoria sobre o corona viros precisamos unimos fazermos a nossa parte ..porque ate agora os cidadãos brasileiros não tem entendi o real significa do corona viros e o tamanho perigo que ela esconde por tras de se basta vc ir em uma fila de um banco pra vc ver que o que estou falando e a mas pura verdade. As autoridades e os nossos representantes tem feitos o seu papel, agora falta a comunidade fazer o seu papel… Esta e a minha humilde opinião e mas sinceros pensamentos que tenha da situações em que estarmos enfrentando hoje. Que Deus na sua infinita bondade e misericórdia tenha compaixão de nos porque assim para nos passarmos pela a situação que vivemos e com tanta gente que tem brincado com essa doenças que nos apareceu..

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.