Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bancos adiam dívidas sem o pagamento de multas; Saiba o que fazer

Entre as novas condições, Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander afirmam que vão prorrogar pagamento de dívidas sem a cobrança multas.

Nesta semana, bancos colocaram em prática novas regras para clientes que estão com pouco dinheiro após as restrições determinadas pelo governo para conter o coronavírus. Isso porque algumas restrições acabaram realmente afetando a vida financeira de famílias e empresas.

Entre as novas condições, Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander afirmam que vão prorrogar pagamento de dívidas sem a cobrança multas.

Essas medidas foram tomadas depois que o Banco Central liberou R$ 56 bilhões que os bancos são obrigados a deixar separados, como colchão de segurança. Dessa forma, as instituições financeiras puderam aumentar as linhas de crédito sem custo extra para elas. Porém, nem tudo são flores.

Muitos clientes dizem que não estão conseguindo acessar o benefício. Além de algumas pessoas terem dificuldade em obter informações sobre como prorrogar as parcelas, há consumidores que relatam ter tido o pedido negado ou, quando conseguem a mudança, há cobrança de juros pelo tempo a mais do parcelamento.

Atendimento online recomendado

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

As instituições financeiras em geral estão alertando seus clientes de que o acesso às novas condições ou a novos empréstimos pode e deve ser feito por meio da Internet, no computador, tablet ou celular, ou ainda via aplicativos. A ida à agência só deve ocorrer em último caso.

Os bancos afirmam que estão avisando clientes sobre as novas possibilidades via SMS, e-mail ou ainda através dos aplicativos. Então, o recomendado é ficar atento aos canais de comunicação do seu banco para ficar por dentro e poder usar essas condições.

Vale lembrar que o próprio Banco Central determinou que os bancos ajustem seus horários de atendimento ao público nas agências de forma a assegurar a saúde da sociedade e garantir a prestação de serviços essenciais, pois a saúde neste momento é a prioridade.

No Santander, por exemplo, medidas foram tomadas para atender e manter a saúde dos seus clientes ao mesmo tempo. Por exemplo, o horário de funcionamento das agências abertas em todo o País será das 10h às 14h.

As medidas também incluem o escalonamento do acesso de clientes ao interior das agências, que serão em grupos de 10 a 20 pessoas por vez, conforme o tamanho da loja, de forma a garantir uma distância mínima de um metro entre todas as pessoas.

As agências que tiverem maior concentração de pensionistas e clientes idosos poderão adotar um horário exclusivo para o atendimento dessa população mais vulnerável à doença, que será das 9h às 10h.

Confira os serviços de cada banco, a seguir (*Informações de Economia UOL):

Caixa

Para pessoa física: A Caixa está oferecendo a possibilidade de o cliente congelar por até 60 dias o pagamento de crédito pessoal.

Financiamento imobiliário: Para pessoas físicas e empresas, será possível adiar o pagamento de até duas prestações pelo aplicativo habitação da Caixa, sem precisar ir às agências.

A Caixa respondeu ao UOL “os juros serão recalculados e acrescidos ao saldo devedor do contrato”. Assim, diz o banco, “o cliente realizará o pagamento desse valor, de forma diluída, ao longo das parcelas restantes da dívida”. Isso significa que o cliente que conseguir adiar o pagamento das parcelas vai ter que pagar algo a mais. “As parcelas remanescentes calculadas considerando o valor do saldo devedor, acrescidas unicamente dos juros relativos ao período da pausa”, informou a Caixa.

Para empresas: Para micro e pequenas empresas, a redução de juros vai ser de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% ao mês.

Carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação.

Linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços.

Linhas de crédito para aquisição de máquinas e equipamentos com até 60 meses para pagamento.

Para hospitais: Liberação de R$ 3 bilhões em linhas destinadas a santas casas e hospitais filantrópicos que prestam serviço ao SUS (Sistema Único de Saúde), para reestruturação de dívidas e novos recursos.

Prazo de pagamento de até 120 meses e carência de até seis meses.

Banco do Brasil

O BB ampliou em R$ 100 bilhões a quantidade de dinheiro disponível para novos empréstimos ou rolagem de dívida.

Pessoas físicas: O BB disponibilizou mais R$ 24 bilhões que poderão ser usados para tomar novos empréstimo ou prorrogar vencimento por até 60 dias nas linhas de crédito consignado, pessoal automático e crédito salário.

Os limites de crédito não mudam – são os mesmos que já estavam acertados antes.

Empresas: O banco disponibilizou mais R$ 48 bilhões para empresas que precisam de dinheiro nas linhas de capital de giro, investimentos e antecipação de recebíveis. Vale para novos empréstimos e rolagem de dívidas que estão vencendo.

O banco também informou que tem R$ 25 bilhões para o agronegócio e R$ 3 bilhões para administrações públicas municipais e estaduais.

Itaú

Pessoas físicas: Clientes poderão adiar por até 60 dias os vencimentos de empréstimo pessoal.

Empresas: Vencimentos de empréstimo para capital de giro podem ser adiados por até 60 dias. Para isso, a empresa precisa assinar o Itaú Crédito Sob Medida, que permite a alteração da data original.

Quem já contratou o Itaú Crédito Sob Medida pode renegociar o vencimento da próxima parcela, adiando por até 60 dias depois da data originalmente acordada.

Para financiamento de imóveis e veículos: clientes com pagamento em dia podem adiar próxima parcela em até 60 dias, com mesma taxa de juros e sem cobrança de multa.

Santander

Pessoas físicas: Possibilidade de adiar pagamento de empréstimos vale para as linhas de crédito pessoal, crédito direto ao consumidor e financiamento imobiliário.

Mais limite: Santander aumentou em 10% os limites dos cartões de crédito dos clientes que estão como as faturas em dia. Para saber se a alteração já foi feita, é preciso utilizar o aplicativo de gestão de cartões Santander Way, via celular ou tablet.

Bradesco

Vai haver prorrogação por até 60 dias das parcelas dos empréstimos pessoais sem cobrança de multa, desde que o cliente esteja com os pagamentos em dia até o momento do pedido.

Veja também: Cartão de crédito BB para 2020: É sem consulta ao SPC/Serasa; Saiba como pedir

Leia Também:

brasil 123  
2 Comentários
  1. Christiane Diz

    BB apenas renova o emprestimo e se vc tiver margem…é trocar 6 por 1/2 dúzia

  2. Yan Diz

    Bmg Irá prorrogar empréstimo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?