Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Multinacional de TI já capacitou meio milhão de brasileiros em tecnologia

Presente no Brasil desde 1999, o Cisco Networking Academy oferece formação profissional na área de Tecnologia da Informação em parceria com outras instituições de ensino

A Cisco, uma multinacional de tecnologia que entrega soluções de software e hardware para redes, conta com uma iniciativa global de educação e empregabilidade, o Cisco Networking Academy. No Brasil, o programa acaba de atingir a marca histórica de 500 mil alunos impactados. Segundo a empresa, desde sua fundação em 1997, já são mais de 15 milhões de pessoas de diferentes países que participaram da iniciativa, o que a torna o maior e mais longevo programa de responsabilidade social corporativa de educação do mercado.

LEIA MAIS: Tecnologia: modernização do Cadastro Único (CadÚnico)

O Networking Academy é importante porque fornece cursos de capacitação em tecnologia. Só o Brasil tem uma demanda média anual de 159 mil profissionais de tecnologia, com isso, o programa da Cisco acaba ajudando a acelerar a formação de talentos na área. Ainda segundo a empresa, 97% dos estudantes egressos de cursos do Cisco Networking Academy alinhados a uma certificação da indústria, conquistaram um emprego ou oportunidade educacional.

Presente no Brasil desde 1999, o Cisco Networking Academy oferece formação profissional na área de Tecnologia da Informação em parceria com outras instituições de ensino, como Senac, Senai, Centro Paula Souza, Rede dos Institutos Federais (CONIF), Fundação Bradesco e Escola de Comunicações do Exército, entre outras espalhadas em todos os Estados do Brasil.

Atualmente são 531 academias parceiras e 1.202 instrutores ativos. O programa conta com cerca de 40 cursos, entre profissionalizantes e de inclusão digital, focados em segmentos com alta demanda de profissionais, como redes, segurança cibernética, Internet das Coisas, programação, entre outros.

Os programas da Cisco no Brasil

Um dos destaques do Networking Academy no País é o programa CiberEducação, criado em 2020 como parte do programa de aceleração digital da Cisco, Brasil Digital e Inclusivo, para preparar a próxima geração de profissionais de segurança cibernética.

Já foram formados mais de 2,5 mil alunos em três edições do programa, por meio de cursos profissionalizantes em segurança digital, um dos setores em alta em TI, o que representa 23% da demanda de talentos no setor neste período, comparado com estudos da Brasscom, associação de empresas do setor de TI.

O Cisco Networking Academy também conta com iniciativas de inclusão e diversidade, como o Women Rock IT, que busca inspirar e atrair mais meninas e mulheres para setor de tecnologia. O programa já ofereceu, em três edições, 3 mil bolsas gratuitas para cursos preparatórios para certificação em redes, o CCNA.

Já como iniciativa global, para continuar entregando as melhores ferramentas de aprendizado e conectar as pessoas às melhores oportunidades de carreira, a Cisco criou o Skills for All, que oferece aprendizado on-line de qualidade, preparando os alunos de todo o mundo para uma carreira e certificações em tecnologia. A plataforma apoiará a Cisco a atingir a meta de treinar mais 20 milhões de alunos em todo o mundo nos próximos quatro anos.

Além dos vários títulos já disponíveis em inglês no Skills for All, uma série de cursos em português também será lançada gradativamente para atender ao mercado brasileiro. Atualmente dois cursos já estão disponíveis em português: Introdução à Cibersegurança e Introdução ao Cisco Packet Tracer, poderosa ferramenta de simulação onde os alunos praticam habilidades de redes, IoT e segurança cibernética em um laboratório virtual.

Iniciativas ajudam o desenvolvimento tecnológico do Brasil

A Cisco destaca que a maioria dos cursos voltados para tecnologia hoje são de origem estrangeira e geralmente em inglês. O português e o espanhol foram os dois primeiros idiomas – depois do inglês – a contarem com traduções no Networking Academy, o que mostra a relevância do mercado brasileiro para a Cisco.

O Senai, uma das instituições que atua com a empresa no Networking Academy, defende que a educação é uma agenda de construção do futuro. Além de ser um pilar fundamental da cidadania, também é uma geração de riqueza sustentável, criando um círculo virtuoso de desenvolvimento.

Já o Centro Paula Souza, que administra as ETECs e FATECs do estado de São Paulo, entende que o programa viabiliza oportunidades de aprimoramento para os seus alunos e também para comunidade em geral.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.