Moedas das Olimpíadas com este defeito podem valer R$ 500 cada. Confira

Veja lista completa de moedas das Olimpíadas que podem valer muito dinheiro caso sejam encontradas com este erro

Você certamente já viu alguma moeda de 1 real das Olimpíadas. Estas peças foram lançadas no ano de 2015, um ano antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, e acabaram se tornando as queridinhas de muitos colecionadores ao redor do Brasil.

O que a grande maioria das pessoas não sabe, é que existem casos em que estas moedas podem representar mais do que apenas peças comemorativas. Elas também podem ser consideradas raras, ou seja, quem encontrar algumas destas peças pode acabar ganhando muito dinheiro no final das contas.

Neste artigo específico, vamos falar sobre seis moedas de 1 real das Olimpíadas que podem ser consideradas raras, caso sejam encontradas com um defeito específico. São elas:

  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Boxe):
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Tom):
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Natação Paralímpica):
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Rugby):
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Vela):
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Voleibol).

Características das moedas

Abaixo, você pode conhecer as principais características sobre as moedas de 1 real comemorativas das Olimpíadas. As informações foram disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Material: inox+bronze;
  • Diâmetro: 27,0 mm;
  • Peso: 7,00 g;
  • Espessura: 1,95 mm;
  • Bordo: serrilhado interm.;
  • Eixo: reverso moeda (EH);
  • Circulação: de 28/11/2014 a atual;
  • Desenho do Anverso: Imagem representando a modalidade, logomarca dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e dístico BRASIL;
  • Desenho do reverso: No anel dourado, grafismo indígena marajoara. No núcleo prateado, esfera sobreposta por uma faixa de júbilo, que, com a constelação do Cruzeiro do Sul, faz alusão ao Pavilhão Nacional, e os dísticos correspondentes ao valor facial e ao ano de cunhagem.
Moedas das Olimpíadas com este defeito podem valer R$ 500 cada. Confira
Exemplo de moeda de 1 real das Olimpíadas. Imagem: Reprodução

As Olimpíadas de 2016

Os Jogos Olímpicos de 2016 foram realizados na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. A 31ª edição das Olimpíadas foi também a primeira realizada na América do Sul em toda a história. O evento contou com a participação de milhares de atletas.

Aquela foi a última edição até aqui em que profissionais de todos os países competiram entre si. Quatro anos depois, nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, atletas da Rússia foram banidos da competição por suspeitas de uma organização interna de doping.

Para o ano de 2024, também é provável que a Rússia esteja fora das Olimpíadas, por causa da Guerra da Ucrânia.

Uma curiosidade importante sobre os Jogos do Rio é que embora tenha sido uma edição das Olimpíadas de verão, a competição ocorreu no inverno brasileiro.

Os valores das moedas

Como dito, para que estas moedas de 1 real do ano de 2015 sejam consideradas raras, é necessário que elas contem com um erro de cunhagem conhecido no meio da numismática como REVERSO INVERTIDO.

Caso você tenha encontrado uma moeda com este defeito de fabricação, saiba que estes são os valores projetados por especialistas na área da numismática:

  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Boxe): R$ 650;
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Tom): R$ 800;
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Natação Paralímpica): R$ 500;
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Rugby): R$ 650;
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Vela): R$ 400;
  • Moeda de 1 real das Olimpíadas (Voleibol): R$ 900.

O que é uma moeda reverso invertido?

Mas afinal de contas, o que seria uma moeda com reverso invertido? Para entender esta pergunta, é necessário sabe que o Brasil adota um sistema de padrão reverso moeda, ou seja, eixo horizontal (EH). As moedas que fogem deste padrão exigido são conhecidas como reverso invertido, e são consideradas muito raras. 

Basicamente, as moedas com reverso invertido são aquelas que possuem o reverso com alinhamento contrário ou invertido ao alinhamento original. Na prática, para saber se uma moeda tem este defeito, basta segurar a peça com a face em posição normal virada para você. Logo depois, basta girar de baixo para cima. 

Se o outro lado estiver de cabeça para baixo, estamos falando de uma moeda com reverso invertido, ou seja, uma peça valiosa. Vale frisar que qualquer item pode ser reverso invertido. Até mesmo centavos podem ter este tipo de defeito. Em todos os casos, a peça poderá valer mais. 

“Mas definir valor comercial à essas moedas é algo relativamente complicado, principalmente porque, como foram produzidas como erros durante o processo de cunhagem, não há registros da quantidade de moedas emitidas”, diz o especialista Plínio Pierry. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.