Moeda comemorativa de R$ 1 vale MUITO DINHEIRO; Veja valor atualizado 2024

Muitas pessoas têm moedas raras guardadas na carteira ou no fundo da gaveta e nem sabem que podem ganhar verdadeiras fortunas com a venda destes itens. Na verdade, nem sequer têm conhecimento de que os exemplares são incomuns e que podem valer muito dinheiro.

Nos últimos tempos, a busca por modelos raros cresceu de maneira significativa no Brasil. Aliás, tem se tornado cada vez mais comum encontrar pessoas dispostas a pagarem caro por estes modelos, mesmo que seus valores faciais não valham tanto assim.

Em resumo, esse mundo ganha mais adeptos a cada dia que se passa. O estudo de cédulas, moedas e medalhas sob o ponto de vista histórico, artístico e econômico se chama numismática, termo que também é utilizado para designar o ato de colecionar estes itens.

O assunto pode até parecer estranho para muitos brasileiros, que não entendem como uma moeda de um real pode valer mais de R$ 3 mil, por exemplo. Contudo, existem diversas características que aumentam o valor de uma moeda. Leia o texto e descubra por que isso acontece.

O que torna uma moeda valiosa?

Não são apenas as moedas que fazem sucesso entre os colecionadores, mas também diversas cédulas possuem valores muito altos. Isso acontece devido a características únicas destes modelos, encontradas em poucos exemplares. A propósito, as principais características que valorizam um item são:

  • Exemplares fabricados para datas comemorativas;
  • Modelos com erro de cunho ou fabricação;
  • Poucos exemplares produzidos;
  • Poucas unidades em circulação no país.

Em suma, essas são as principais características que tornam uma moeda ou uma cédula mais valiosas. Como os colecionadores buscam itens raros e únicos, estes fatores chamam a atenção e os fazem pagar caro para terem os itens.

Moeda comemorativa de 1 REAL se valoriza com o tempo

No Brasil, a Casa da Moeda fabrica o dinheiro conforme os pedidos feitos pelo Banco Central (BC). Em algumas ocasiões, como datas comemorativas e momentos de celebração, o BC costuma solicitar a fabricação exclusiva e limitada de alguns exemplares. Geralmente, são estes modelos que costumam valer uma fortuna devido à sua quantidade restrita.

Em 2002, o BC lançou a moeda de um real em comemoração ao centenário de nascimento de Juscelino Kubitschek. Em síntese, ele foi presidente do Brasil entre 1956 e 1961.

A tiragem da moeda chegou a 50 milhões de unidades, em uma época que havia 247 milhões de moedas de 1 real em circulação no país. No final de 2022, o número de itens de 1 real tinha crescido expressivamente, e o país tinha 4 bilhões destes modelos em circulação, segundo dados do BC.

Isso mostra que a tiragem da moeda comemorativa de Juscelino Kubitschek ficou muito pequeno. Por isso que o item se valorizou, uma vez que encontrá-lo se tornou algo difícil de acontecer.

Exemplo de moeda de 1 real de 2002
Exemplo de moeda de 1 real de 2002. Imagem: Reprodução.

Valor dos modelos varia conforme estado de conservação

Em resumo, as moedas possuem classificações quanto os seu estado de conservação. O primeiro deles se chama flor de cunho, que se refere aos exemplares que não circularam, ou seja, não apresentam sinais de desgaste ou manuseio e estão em perfeito estado de conservação. Estes são os modelos mais buscados, que possuem os maiores valores do mercado.

Por sua vez, o estado de soberba se refere às moedas que apresentam, aproximadamente, 90% dos detalhes da cunhagem original. Em suma, os exemplares que tiveram uma pequena circulação se enquadram neste segmento.

Já a moeda muito bem conservada (MBC) se caracteriza por ter mais sinais de manuseio e uso. Os itens devem apresentar, aproximadamente, 70% dos detalhes da cunhagem original. Além disso, o seu nível de desgaste deve ser homogêneo, sem ter um local bem mais desgastado que outro.

A moeda de 1 real do centenário de nascimento de Juscelino Kubitschek vem se valorizando a cada ano. Segundo o catálogo de Moedas com Erros de 2023/2024, a moeda está com os seguintes valores:

  • Flor de Cunho: R$ 140,00;
  • Soberba: R$ 55,00;
  • MBC: R$ 8,00.

Modelo pode valer até R$ 500

Embora o catálogo indique um valor máximo de R$ 140, a moeda comemorativa do centenário de Juscelino Kubitschek pode valer bem mais que isso. Caso o modelo tenha o reverso invertido, seu valor pode chegar a R$ 500.

A propósito, para conferir se a moeda possui este erro, basta girá-la na vertical, ou seja, de cima para baixo ou de baixo para cima. Se, ao girá-la, o reverso ficar de ponta cabeça, significa que ele está invertido, algo que não deveria acontecer.

Vale ressaltar que o giro não pode ser feito na horizontal (lateral), porque, nesse caso, o reverso ficará invertido. Em síntese, as moedas foram fabricadas para que o reverso não fique invertido ao girar o modelo verticalmente. Por isso, confira as moedas que você tem em casa e não perca a chance de ganhar um bom dinheiro sem dificuldade.

Aliás, os interessados em vender seus exemplares podem entrar em sites especializados. Existem diversas formas para vender moedas raras, como lojas especializadas e leilões, bem como grupos de Facebook e marketplaces online (como Mercado Livre e Shopee), isso sem contar na venda direta para colecionadores.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.