Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Ministro diz que auxílio-taxista ainda “pode demorar”

Em entrevista, Ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, disse que auxílio que será pago aos taxistas ainda pode demorar para sair do papel

O Ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, disse em entrevista nesta quinta-feira (21), que ainda não há uma data para o início dos pagamentos do chamado auxílio-taxista. Trata-se do benefício que deve ser pago para os motoristas de táxi que estão sendo prejudicados pelos sucessivos aumentos no combustível dos últimos meses.

“Taxista é um pouco mais complicado, porque nós não sabemos quantos existem no Brasil, não existe esse cadastro. Os caminhoneiros nós temos a base de dados da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres)”, disse o Ministro em entrevista para a emissora SBT. Ciro Nogueira não deu mais detalhes sobre o programa.

De toda forma, alguns pontos do auxílio-taxista já podem ser adiantados. Conforme as informações oficiais, o Governo Federal poderá gastar até R$ 2 bilhões com os pagamentos do programa. Além disso, já há um ponto pacificado de que o Ministério fará seis liberações, que devem acontecer entre os meses de agosto e dezembro deste ano.

Na mesma entrevista concedida ao SBT, o Ministro-Chefe da Casa Civil também falou sobre a situação do calendário de pagamentos do programa Auxílio Brasil. Nos últimos dias, membros do Palácio do Planalto chegaram a sinalizar que poderão começar a pagar o benefício mais cedo já a partir do próximo mês de agosto.

“Nós colocamos como data ideal o dia 9 do mês de agosto e estamos fazendo todo o esforço do mundo para que a gente consiga cumprir essa data. Mas se não for, vai ser por um ou dois dias, no máximo”, disse ele, confirmando a ideia de que a antecipação vai acontecer, mesmo que a confirmação não tenha sido publicada na portaria do Diário Oficial da União na última quarta-feira (20).

O Pix Caminhoneiro

Na mesma entrevista, Ciro Nogueira falou sobre a situação do Pix Caminhoneiro. Ao contrário da previsão nebulosa feita para o benefício dos taxistas, ele afirmou que a tendência é que este projeto saia do papel com mais rapidez.

“São menos pessoas. Então, a nossa expectativa é que talvez a gente consiga pagar, isso estar disponível antes até do Auxílio Brasil. É questão de poucos dias. Podemos trabalhar, por exemplo, com dia 5 para os caminhoneiros e dia 9 para o Auxílio. Não está fechado, mas é uma perspectiva e uma data que nós estamos trabalhando”, disse ele.

Vale lembrar que todas as mudanças fazem parte da chamada PEC dos Benefícios. O documento foi aprovado e promulgado pelo Congresso Nacional, e recebeu apoio tanto da base governista, como também da oposição nas votações das duas Casas.

Auxílios para barrar aumento do diesel

Nos casos específicos do auxílio-taxista e do Pix Caminhoneiro, o objetivo do Governo Federal é justamente fazer com que os trabalhadores que atuam com carros, sofram menos diante dos últimos aumentos nos combustíveis.

O Governo Federal decidiu dar um auxílio para estes trabalhadores, considerando que eles poderiam realizar greves gerais. Nesse sentido, o pagamento do benefício mensal tem como objetivo dar uma resposta para tais reclamações.

Seja como for, o Ministério do Trabalho afirma que ninguém precisa se inscrever para receber o auxílio-taxista ou mesmo o Pix Caminhoneiro. A pasta afirma que a seleção acontecerá a partir de dados já existentes em fontes de informação oficiais.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.