Marinha abre concurso para quadro técnico

Inscrições serão entre 04 e 17 de julho.

Recentemente, a Marinha publicou edital de concurso para seu Quadro Técnico do Corpo Auxiliar.

Assim, o certame contará com vagas para ambos os sexos, contudo, os postos são exclusivos para candidatos que possuem o ensino superior completo e com menos de 35 anos de idade. 

Desse modo, serão 16 vagas para diversas áreas, possuindo rendimento mensal inicial de R$ 9.070,60, já com todos os adicionais para o posto de Primeiro-Tenente. 

As inscrições, então, ocorrerão por meio do site www.ingressonamarinha.mar.mil.br durante o período entre os dias 04 a 17 de julho. Portanto, através do endereço eletrônico, o candidato poderá realizar sua inscrição e imprimir a taxa de inscrição de R$ 140. 

Veja também: Concurso PRF é solicitado com 5 mil vagas para Policial Rodoviário

Entenda melhor sobre a seleção, logo abaixo.

Quais serão as vagas para a Marinha?

O concurso da Marinha do Brasil visa completar seu Quadro Técnico. Dessa maneira, irá disponibilizar 16 vagas para as seguintes especialidades:

  • Biblioteconomia, com 1 vaga.
  • Comunicação Social, com 1 vaga.
  • Direito, com 2 vagas.
  • Educação Física, com 1 vaga.
  • Informática, na Especialidade de Banco de Dados, com 1 vaga.
  • Informática, na Especialidade de Desenvolvimento de Sistemas, com 1 vaga.
  • Estatística, com 1 vaga.
  • Informática, na Especialidade de Infraestrutura de TI, com 1 vaga.
  • Informática, na Especialidade de Segurança da Informação, com 1 vaga.
  • Meteorologia, com 1 vaga.
  • Pedagogia, com 1 vaga.
  • Psicologia, com 2 vagas.
  • Segurança do Tráfego Aquaviário, com 2 vagas.

Nesse sentido, para o certame, o cargo será de Primeiro-Tenente.

Então, durante o período de duração do curso de formação, quando o aprovado responderá pelo cargo de guarda-marinha, a remuneração paga será de R$ 9.070,60. Isto é, sendo composta por R$ 7.315,00 do soldo militar, R$ 1.389,85 do adicional militar e R$ 365,75 do adicional de compensação por disponibilidade militar.

Além disso, os alunos também contarão com todo o suporte para alimentação, uniforme, assistência médica e odontológica, social, psicológica e também religiosa.

Dessa maneira, é importante lembrar que o Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha do Brasil se destina ao preenchimento de funções e cargos técnicos-administrativos. Isto é, que possuem como objetivo a realização de atividades de apoio técnico e gerencial em geral, além de outros serviços relacionados à carreira militar, de acordo com o termos da Lei nº. 9.519 de 26 de novembro de 1997.

Assim, aquele que desejar obter maiores informações sobre o Quadro Técnico da Marinha do Brasil, poderá acessar www.ingressonamarinha.mar.mil.br.

O que é necessário para concorrer aos cargos?

Todas as vagas deste concurso serão para a composição do Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha.

Nesse sentido, para concorrer a estas vagas será necessário que os candidatos interessados possuam curso de nível superior para as especialidades de cada caso.

Além disso, o candidato deverá ter registro no órgão fiscalizador de sua profissão até a data de matrícula do curso de formação. No entanto, este critério não se aplicará somente para o caso dos candidatos de Direito.

Veja também: IBFC é a banca organizadora do Concurso DETRAN DF

Por fim, também exige-se que o candidato possua altura entre 1,54m e 2m, além de ter menos de 35 anos até o dia 30 de junho de 2023.

Requisitos para investir no cargo

Indo adiante, então, é importante que o candidato se atenta a critérios para efetivar seu contrato de trabalho. Portanto, a Marinha requer que o candidato:

  • Seja brasileiro nato; 
  • Possua menos de 35 anos de idade até o dia 30 de junho de 2023; 
  • Possua idoneidade moral, por meio da averiguação da vida pregressa do candidato através do processo de Verificação de Dados Biográficos; 
  • Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, no caso do sexo masculino, e também com a Justiça Eleitoral; 
  • Não se encontrar em condição de réu ou de ação penal; 
  • Possuir Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e documento de identificação original; 
  • Não tenha, durante os últimos cinco anos, sido responsabilizado por algum dano ao patrimônio público em qualquer esfera ou condenado em processo criminal com sentença transitado em julgado; 
  • Possua entre 1,54m e 2m de altura; 
  • Tenha concluído ou esteja em fase de conclusão do ensino superior.

Como serão as provas para a Marinha?

Os candidatos passarão por diversas etapas de seleção, todas de caráter eliminatório e classificatório.

Assim, a primeira etapa será uma prova objetiva com 50 questões de conhecimentos profissionais e uma redação. Ademais, para os candidatos da área de Direito, haverá ainda uma prova discursiva sobre conhecimentos profissionais específicos.

Desse modo, a prova, até o momento, deverá ocorrer em 28 de agosto, em diversas cidades do país.

Veja também: Concurso PC AL para Delegado sai até a próxima semana

Então, a segunda etapa classificatória é chamada de evento complementar, contando com:

  • Verificação de Dados Biográficos (VDB); 
  • Inspeção de Saúde (IS); 
  • Teste de Aptidão Física (TAF) – Natação e Corrida; 
  • Avaliação Psicológica (AP); 
  • Verificação de Documentos (VD); 
  • Prova de Títulos (PT); 
  • Procedimento de Heteroidentificação Complementar à Autodeclaração (PH).

Por fim, a terceira e última etapa do processo seletivo será o Curso de Formação de Oficiais (CFO), que contém um período de adaptação e também diversas aulas. É importante lembrar, portanto, que esta também possui caráter classificatório e eliminatório.

Como é o Curso de Formação de Oficiais (CFO)?

De acordo com o edital da organização, os candidatos que obtiverem aprovação na prova objetiva e nos exames complementares irão para a próxima fase. Isto é, a fim de realizar o Curso de Formação de Oficiais no Centro de Instrução Almirante Wanderkolk (CIAW), no Rio de Janeiro.

Desse modo, o CFO possui o objetivo de preparar o candidato para a realização de funções e cargos nos diversos postos da Marinha do Brasil, em todo território nacional.

Assim, o curso de formação consiste em um período de adaptação, que possui duração de três semanas e uma etapa curricular. Durante o andamento do curso, portanto, o Guarda-Marinha receberá a remuneração de R$ 9.070,60.

Além disso, também no decorrer do terceiro e último processo de seleção, o candidato realizará um Estágio de Aplicação. Este, então, possui duração de até quatro semanas, com o objetivo de adaptar e apresentar as diversas atividades navais relacionadas à profissão do candidato e também à complementação de sua carreira militar.

Dessa forma, ao todo, o Curso de Formação de Oficiais possui duração aproximada de 31 semanas. Então, logo após a sua conclusão, caso obtenha a aprovação, o candidato será promovido ao posto de Primeiro-Tenente, finalizando a seleção.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.