Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

João Pessoa inicia vacinação de trabalhadores da educação

Trabalhadores da educação puderam começar a receber as doses da vacina contra a Covid-19 em João Pessoa, na Paraíba. De acordo com informações da própria Prefeitura da cidade, a campanha para esses profissionais começou neste domingo (16).

Ainda segundo a Prefeitura local, esses profissionais estão recebendo as doses em ginásios de 10 escolas públicas no município. No entanto, quem quiser receber a vacina não pode apenas chegar nesses locais. É preciso portanto realizar um cadastro.

De acordo com os gestores municipais, esses profissionais podem fazer esse cadastro pelo app ou pelo site Vacina João Pessoa. É importante prestar atenção para baixar apenas o aplicativo oficial e evitar qualquer tipo de fraudes neste momento.

Por este aplicativo, o trabalhador vai poder ver as escolas que estão recebendo essa imunização e os horários de cada um desses pontos. Isso é importante porque, ainda segundo a Prefeitura, cada um desses ginásios está atendendo em um horário próprio.

A Prefeitura disse ainda que todos os profissionais que trabalham com educação podem começar a receber as doses. No entanto, neste primeiro momento eles estão atendendo primeiro os trabalhadores de creches, pré-escolas e do ensino fundamental.

Vacina para trabalhadores

Em João Pessoa, a vacinação para esse grupo trabalhista está acontecendo depois de uma grande confusão jurídica. De acordo com informações da imprensa local, a própria Justiça Federal teve que intervir para evitar que o problema ficasse ainda maior.

Nesta semana, o desembargador Cid Marcondes, do Tribunal Regional Federal (TRF-5) concedeu o direito de vacinar esses trabalhadores ao município. Assim, João Pessoa vai poder aplicar as doses nos professores ao mesmo tempo que aplica as doses nos grupos naturalmente prioritários nesta pandemia.

Além dos professores, a cidade também vai poder continuar distribuindo o imunizante para pessoas que estão em situação de rua. É que desde o início desta pandemia, há uma preocupação com essa parcela da população que normalmente sofre diariamente com as questões sociais.

Professores

Desde o início do processo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, vários grupos de professores estão pedindo para entrar na prioridade para receber essas doses. Eles argumentam que precisam se imunizar com antecedência para que a vida escolar retorne ao normal.

Em todo o Brasil, várias escolas seguem fechadas e as aulas seguem de maneira remota. E mesmo nos locais em que o retorno presencial aconteceu, nada está como era antes. Estudantes e os próprios professores afirmam que a produtividade diminuiu.

E de acordo com pesquisas de caráter internacional, esses profissionais podem estar certos. É que dados mostram que a cada ano sem estudo deixa projeta estudantes com salários cada vez menor no futuro. Por isso, há um temor de que o presente acabe comprometendo o futuro de milhões de pessoas.

Além dos professores, vários outros grupos trabalhistas também estão pedindo o direito de prioridade na vacinação. É o caso, por exemplo, dos caminhoneiros e dos motoristas de transportes públicos. Os profissionais da Caixa Econômica Federal chegaram a fazer greve também por conta disso. Alguns desses trabalhadores estão conseguindo o imunizante a depender dos seus estados.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.