Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4 detalhes a se saber ao investir em criptomoeda; veja mais

Sem dúvida nenhuma, investir em criptomoeda é parecido com o ato de trocar o dinheiro em um país novo. Assim, Bitcoin, Ether e Litecoin são exemplos das “moedas estrangeiras” que se adequam no contexto específico dentro das comunidades online. Entenda melhor sobre o assunto na matéria que preparamos hoje (05).

Os 4 detalhes a se saber ao investir em criptomoeda

Não obstante, essa troca das moedas baseia-se em confiança compartilhada. Ademais, valoriza-se euros e dólares porque sabe-se que com elas é possível adquirir bens e serviços diversos. Agora, questiona-se a possibilidade de confiar em investir em criptomoeda. Será mesmo que vale a pena entrar no universo das moedas digitais?

Assim, antes de tudo, do investimento nesse tipo de moeda, deve-se saber de como a troca é feita. As criptomoedas são trocadas entre indivíduos na web não tendo nenhum intermediário, tal como um governo ou banco.

Desse modo, a criptomoeda vale qualquer preço pelo qual as pessoas se disponibilizam a trocar ou pagar por ela. Além do mais, a criptomoeda opera com a tecnologia blockchain.

A blockchain é uma espécie de recibo mais extenso que vai crescendo de troca em troca. À princípio, define-se como registro público das transações já feitas com determinada criptomoeda. Conquanto, vamos aos detalhes a se saber antes de investir em criptomoeda

1.A criptomoeda é volátil

Inegavelmente, os valores das criptomoedas passam por extremos altos e também baixos. No ano de 2017, por exemplo, o valor de um Bitcoin oscilou de $ 900 até $ 20.000. Assim, é como se o preço subisse e caísse em um piscar de olhos. Portanto, investir em criptomoeda é algo arriscado, para citar o mínimo.

Mas, é claro que todo investimento tem certo grau de riscos. Contudo, deve-se evitar os riscos que são desnecessários, em especial quando se fala do dinheiro economizado por anos.

2.Existem diversas incógnitas

Ainda existe muito o que se resolver em se tratando do funcionamento de criptomoedas. Vamos pensar no seguinte: ninguém tem conhecimento de quem fundou o Bitcoin, por exemplo. Relativamente falando, somente uma porcentagem pequena de indivíduos no mundo conhece bem o sistema, sabendo como operá-lo. Dessa forma, a ignorância faz com que ele se torne vulnerável.

Relativamente falando, somente uma porcentagem pequena de indivíduos no mundo conhece bem o sistema, sabendo como operá-lo
Relativamente falando, somente uma porcentagem pequena de indivíduos no mundo conhece bem o sistema, sabendo como operá-lo – Foto: Canva Pro

É sempre aconselhável que as pessoas que não podem explicar os investimentos para uma criança que tenha 10 anos, nem percam seu tempo para começar. É possível que essa seja esteja se preparando para fazer algo estúpido.

3.Uma criptomoeda pode ser usada para atividades suspeitas

Pessoas que esperam permanecer anônimas, evitando a regulamentação dos bancos, bem como do governo, utilizarão criptomoedas para negócios duvidosos dentro do mercado negro. Lavagens de dinheiro comumente são um problema que faz parte do universo criptográfico.

Agora, preste atenção: não estamos dizendo que todos que usam criptomoedas são pessoas ruins. Mas estamos dizendo que quem quer cometer atividades ilícitas, evitando ser rastreado, utilizam o universo criptográfico como local ideal.

4.Investir em criptomoeda: ela tem taxas de retorno que não são comprovadas

Negociar em criptomoeda é como negociar no escuro. Por ter trocas no ponto a ponto, não havendo nenhum vínculo com padrões regulatórios, também não há padrões para ascensão ou queda do seu valor.

Não se pode prever as mudanças nem calcular os retornos como se faz com os fundos mútuos da ação de crescimento. Isso porque simplesmente não existem dados nem credibilidade suficiente para criar o plano ao se investir em criptomoeda ao longo prazo. Fique atento, pois essas dicas podem te ajudar no momento em que for decidir no que vai investir o seu dinheiro.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.