Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.6/5 - (16 votes)

INSS: Fila de espera para atendimento cresce e chega a 2,85 milhões de pessoas

De acordo com dados obtidos pela imprensa, número de pessoas que esperam por atendimento no INSS é o maior da história

O número de pessoas que aguardam por um atendimento no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é neste momento o maior da história da autarquia. De acordo com informações obtidas pelo jornal O Globo, pouco mais de 2,85 milhões de brasileiros aguardam pela realização de serviços no Instituto.

Segundo o jornal, a maioria dos casos são de pessoas que aguardam pela realização da chamada perícia médica. São cidadãos que pedem pelo direito de receber algum benefício por incapacidade. Dessa forma, eles precisam de uma avaliação de um perito médico para poder começar a receber o auxílio em questão.

Como a fila do INSS cresceu nos últimos meses, mais gente está na chamada situação de limbo. De acordo com especialistas, o processo acontece quando o cidadão deixa de receber o salário da empresa e não começa a receber a ajuda do INSS. Assim, ele fica sem nada, mesmo considerando que ele está em uma situação de doença.

De acordo com as regras trabalhistas brasileiras, um cidadão que fica doente e precisa se afastar do trabalho, segue com os recebimentos do salário da empresa nos primeiros 15 dias de afastamento. No entanto, caso o período ultrapasse a marca da metade do mês, então é o INSS que precisa começar a pagar a ajuda.

A questão é que para que o Instituto comece os pagamentos, o cidadão precisa provar que está doente. E quem analisará a situação é justamente o médico perito do próprio INSS. Se o cidadão não consegue fazer a consulta, então ele não recebe mais nem o salário da empresa e nem o benefício do INSS.

O que diz o Governo Federal

O Governo Federal reconhece que o tamanho da fila para o recebimento de benefícios é grande neste momento. No entanto, eles afirmam que o fenômeno ocorre, entre outras coisas, por causa da falta de pessoal.

De acordo com as informações oficiais, o Governo ainda não fez a reposição dos funcionários que se aposentaram no último ano de 2018. Assim, há uma falta de funcionários para atender a grande demanda neste momento.

O INSS afirma que abriu seleção para contratar novas pessoas de forma temporária. Mas à julgar pelos números obtidos pelo jornal O Globo, é de se imaginar que o novo efetivo ainda não cumpriu com o objetivo de diminuir a fila de espera.

Sem saída para o INSS

O problema em toda a situação, é que as pessoas que fizeram a solicitação não possuem muitos canais de saída. Isso porque, como o pedido ainda não foi negado, é impossível pedir uma contestação do resultado.

Além disso, como já há um pedido aberto, também é impossível abrir uma nova solicitação para que ele realize o pedido para uma perícia médica, por exemplo. Para os cidadãos, a única saída mesmo é esperar.

O INSS afirma que trabalha para conseguir diminuir o tamanho da fila nos próximos meses. Alguns diretores do Instituto dizem que a única saída para tentar mudar a situação, é mesmo abrir novos concursos para a contratação de mais gente para trabalhar na autarquia

3.6/5 - (16 votes)
6 Comentários
  1. Luiz Antonio Rosa Diz

    Covardia desde 2020 aguardando uma perícia já cancelaram três vezes a perícia a pessoa fica ansiosa esperando quando está perto eles cancelam e deixa vc sem nenhum tipo de renda no começo foi por causa da pandemia agora outra desculpa

  2. Saulomacio Pereira santos Diz

    Eu estou a mais de 90 dias sem receber nada.eu fiz a perícia no INSS em Macaé dia 17 de fevereiro ,e por causa de uma pequena divergência na data do meu último dia de trabalho meu pedido entrou em análise pós perícia ,e me deram o prazo de 5 dias corridos para resolver e já tá indo pra 45 dias que passei pela perícia e até agora nada .
    Uma coisa tão simples de resolver .e eles deixam as pessoas passar necessidade.
    É uma vergonha.

  3. Sergio Diz

    Absurdo se sabem qual problema porque não combate o mal conversa fiada eles não querem pagar mesmo confundem os usuários com inúmeras análises e pedidos surreais é melhor confundir e bagunçar que arrumar e pagar

  4. Wagner luiz Almeida de souza Diz

    Veja bem passei por inumeras cirurgias na coluna devido a um acidente de trabalho e desde 11 maio de 2019 estou sem beneficio pois o mesmo esta ate hoje em analise .agora se umapessoa realizar um crime e for presa concerteza ira ter o beneficio primeiro que eu !

  5. Cosme Diz

    Sem falar, que os peritos desse INSS, nunca reconhecem a incapacidade, e indeferem os pedidos dos segurados, mesmo quando estes estão com a saúde debilitada. É a festa da covardia, com quem paga esse troço durante todo o período trabalhado com carteira assinada. Ou seja, durante toda a vida. Quando precisam, não tem direito. Brasiiiiiiiil!!!

  6. Rita Diz

    É presidente vamos aumentar mesmo esse salário não dá para comprar quase nada

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.