Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

ICMBio 2021: Saiu o edital com 134 vagas de brigadista

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) faz saber aos interessados a abertura de novo edital de processo seletivo para preenchimento de 134 vagas de brigadista. A seleção é uma das ações de prevenção e combate a incêndios florestais.

Os brigadistas vão ficar sediados nas unidades de conservação federais do Distrito Federal, o Parque Nacional de Brasília, a Floresta Nacional de Brasília e a Área de Proteção Ambiental do Planalto Central. Serão contratados, aproximadamente, 17 chefes de esquadrão e 117 brigadistas.

Os brigadistas vão compor a Brigada Pronto Emprego, como um corpo volante, à disposição também de outras unidades do território nacional, em situações de risco ou emergência. Ou seja, há a possibilidade de lotação longe do DF.

Sobre o edital ICMBio

Em ambos os casos, de brigadista e chefe de esquadrão, poderão concorrer a uma das vagas os candidatos de qualquer nível de escolaridade, desde que tenham 18 anos completos até a data do término das inscrições. Além disso, há outras exigências, como, por exemplo, estar em dias com as obrigações militares, no caso de candidatos do sexo masculino, e eleitorais; e não ser servidor público.

Os salários chegam a R$1.100 para brigadista, ou seja, um salário mínimo; e R$1.650 (um salário mínimo e meio) para chefe de esquadrão. Os profissionais serão contratados por 24 meses, e poderá ser prorrogado por mais 12 meses.

Etapas

Os candidatos do processo seletivo do cargo de brigadista ainda passarão por uma pré-seleção em testes de aptidão física e capacidade de utilização de ferramentas agrícolas. Após o término da primeira fase do certame, os aprovados passarão por análise curricular.

Os candidatos, em 2020, ano do último edital de seleção para brigadistas, foram pontuados e classificados de acordo com tempo de experiência profissional, cursos de formação, participações em operações de combate a incêndios florestais e trabalho voluntário em unidades de conservação integrantes do Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC.

Segundo o documento, os pontos atribuídos a cada tipo de critério variavam entre os cargos e estavam disponíveis nos editais. No caso de chefes de esquadrão, também poderiam ser pontuados por habilitação (CNH) nas modalidades D ou E.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.