Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Grécia Antiga: como cai no vestibular?

Confira um exemplo!

Grécia Antiga: questão de vestibular comentada

Todos nós sabemos que muitos vestibulares abordam com frequência questões sobre diversos aspectos da Grécia Antiga em suas perguntas de história geral. Isso acontece principalmente devido à importância desse tema para muitas áreas do conhecimento.

Assim, para que você saiba como o tema é abordado nos vestibulares do país, o texto de hoje trouxe a análise e o comentário de uma questão sobre a Grécia Antiga.

Análise questão de vestibular sobre a Grécia Antiga: confira!

(UEPA – 2019) O historiador romano Tácito escreveu sobre o tratamento dado aos cristãos em Roma:

“No tempo de Péricles (461-429 a.C), o comparecimento à assembleia soberana era aberto a todo o cidadão. A assembleia era um comício ao ar livre que reunia centenas de atenienses do sexo masculino, com idade superior a 18 anos. Todos os que compareciam tinham direito de fazer uso da palavra. As decisões da assembleia representavam a palavra final na guerra e na paz, nos tratados, nas finanças, nas legislações, nas obras públicas, no julgamento dos casos mais importantes, na eleição de administradores, enfim na totalidade das atividades governamentais”.

O texto acima refere-se a Atenas, considerada o berço da Democracia no mundo antigo. Sobre aquele regime democrático, está correto afirmar que:

  • A) apenas os homens livres, proprietários, nascidos em Atenas, filhos de pais e mães atenienses, eram considerados cidadãos, com direito à participação direta nas decisões tomadas.
  • B) baseava-se na participação direta de toda a população nas Assembleias Legislativas, que uma vez por ano se reuniam em praça pública, chamada de Ágora, e deliberavam sobre os mais variados assuntos.
  • C) os estrangeiros, bem como os escravos libertos, podiam participar livremente das decisões tomadas nas assembleias, representando seus próprios interesses.
  • D) é um equívoco chamá-lo de democrático, pois negava a participação dos representantes eleitos pelos proprietários de terras.
  • E) como não havia escravos em Atenas, a quase totalidade da população tinha participação política daquela Cidade-Estado.

Análise:

A questão aborda um tema extremamente relevante e que aparece com frequência em diversos exames do país: a democracia ateniense.

A resposta correta para essa questão do vestibular da UEPA é a alternativa A. Isso porque, nem todas as pessoas que viviam em Atenas podiam participar da vida política da cidade-Estado. Somente homens livres, proprietários, nascidos em Atenas e filhos de pais e mães atenienses eram considerados cidadãos.

A alternativa B está incorreta pois afirma que todos podiam participar das Assembleias Legislativas. A alternativa C está errada pois os estrangeiros e os escravos não eram considerados cidadãos atenienses.

A alternativa D, por sua vez, está equivocada pois a participação dos representantes eleitos pelos proprietários de terras não era negada.

Por fim, a alternativa E está errada pois os escravos eram a base da economia ateniense. Ainda, não é correto afirmar que quase a totalidade da população tinha participação política em Atenas.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.