Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo não divulga número de mães bloqueadas no Auxílio

De acordo com relatos nas redes sociais, várias mães chefes de família tiveram um bloqueio no Auxílio Emergencial

O Governo Federal cortou mais de 2 milhões de pessoas do Auxílio Emergencial este ano. Pelo menos é o que dizem os dados oficiais. Apesar dessa divulgação, o Palácio do Planalto não está dando muito mais detalhes sobre esses cancelamentos. Uma dúvida que ainda existe sobre isso tudo é a questão das mães chefes de família. Tem muita gente reclamando.

Há cerca de duas semanas, várias mulheres que estão nesta situação estão alegando que perderam os seus benefícios no último mês de junho. As reclamações dessas pessoas são bem semelhantes. Elas afirmam que o Governo não deu nenhuma explicação para a retirada do pagamento do programa para esses indivíduos.

De acordo com o Dataprev, qualquer pessoa que coloca os dados no site oficial da consulta do Auxílio consegue saber o motivo do cancelamento da conta. No entanto, essas mulheres alegam que isso não aconteceu com elas. Na versão dessas brasileiras, elas seguem sem saber o motivo do corte no projeto. E elas querem uma explicação.

Até agora o Governo também não explicou direito o que aconteceu. Em respostas para veículos de imprensa, o Ministério da Cidadania diz que os cortes acontecem de maneira individual. Na prática, eles estão dizendo que cada uma dessas mães só perdeu o benefício por causa de situações nas suas contas pessoais. Não se trataria portanto de um corte coletivo.

No entanto, o Ministério não explica por que elas não estão recebendo nenhum tipo de justificativa para esses bloqueios. O Governo também não está divulgando quantas mulheres chefes de família perderam o benefício no último mês de junho. Pelos relatos nas redes sociais, dá para saber que não foi pouca gente.

Auxílio Emergencial

Nesta sexta-feira (24), o Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) enviou um ofício para o Ministério da Cidadania. De acordo com o parlamentar, o objetivo do envio foi mesmo pedir explicações sobre esses bloqueios no Auxílio Emergencial.

O Senador quer saber detalhes sobre esses cancelamentos. Faltam dados, por exemplo, sobre a quantidade de benefícios cancelados por unidade da federação. Também falta explicar por que muita gente não está recebendo justificativa pelo bloqueio.

Até a publicação desta matéria, o Ministério da Cidadania não tinha se manifestado sobre esse ofício. O próprio Senador Alessandro Vieira não forneceu mais nenhuma novidade sobre esse assunto. As pessoas continuam portanto sem resposta neste sentido.

Prorrogação

Recentemente, aliás, o Governo Federal anunciou a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos do programa, que iriam até julho, agora devem seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

E os bloqueios devem seguir pelos próximos meses. É que apesar das inúmeras reclamações, o Governo indica que o Dataprev deve seguir atuando como um órgão que fiscaliza as contas dos mais de 37 milhões de usuários.

De acordo com o Governo Federal, a ideia dessas análises não é bloquear as contas de pessoas que precisam do dinheiro. Segundo eles, o objetivo é mesmo tentar diminuir o número de fraudes no Auxílio Emergencial.

Segundo as informações oficiais, o Governo gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos do Auxílio Emergencial no ano passado. Eles não querem portanto repetir a dose. Seja como for, não há muitos dados sobre golpes deste ano. Pelo menos não até aqui.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. Aparecida miras Santos Diz

    Gostaria de saber o que fazer

  2. Aparecida miras Santos Diz

    Boa noite busco resposta porque eu e minha filha está com o ouxilio emergencial broqueado não sei o que fazer

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.