Gás de Cozinha fica 7% MAIS BARATO em 2023; Veja os menores valores do país

Gás de Cozinha fica 7% MAIS BARATO em 2023; Veja os menores valores do país

O ano de 2023 foi muito positivo para os brasileiros que compram gás de cozinha. O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) ficou 7% mais barato no ano passado, em relação ao ano anterior.

De acordo com o levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio de revenda do botijão de 13 quilos passou de R$ 108,64, na última semana de 2022, para R$ 100,98, na última semana de 2023. Significa que os consumidores do país conseguiram economizar, em valores reais, R$ 7,66.

Esse resultado mostra que as famílias do país conseguiram economizar um valor significativo ao comprar gás de cozinha no ano passado, principalmente as pessoas de renda mais baixa.

Governo paga Auxílio Gás às famílias de baixa renda

Por falar nisso, vale destacar que o Governo Federal atende milhões de pessoas através do Auxílio Gás desde 2021, ajudando as famílias de baixa renda do país a adquirirem gás de cozinha. A saber, este é um dos principais programas sociais mantidos pelo Poder Executivo no país.

Em sua origem, o auxílio tem previsão de cobrir metade do valor do gás de cozinha. No entanto, o Governo Federal manteve o benefício turbinado no país em todo o ano passado, cobrindo o valor total do botijão de gás.

Confira abaixo o valor do Auxílio Gás pago aos beneficiários em 2023:

  • Fevereiro: R$ 112;
  • Abril: R$ 110;
  • Junho: R$ 109;
  • Agosto: R$ 108;
  • Outubro: R$ 106;
  • Dezembro: R$ 104.

Em todos esses meses, o valor superou a média nacional informada pela ANP, ficando bem acima dos valores médios nacionais do botijão de gás. Aliás, em boa parte dos estados, as famílias não precisaram complementar o valor para compra o gás de cozinha em 2023.

Para 2024, as notícias não são muito positivas. Segundo o governo, o benefício voltará a cobrir apenas metade do valor médio do botijão de gás de cozinha. Logo, as parcelas não deverão superar R$ 100 para os segurados, ficando ligeiramente acima de R$ 50. O governo tomou essa decisão para manter a funcionalidade do benefício no país.

Veja os preços médios nas regiões brasileiras

Em 2023, o preço médio do gás de cozinha caiu em todas as regiões brasileiras: Nordeste (-R$ 11,07), Centro-Oeste (-R$ 8,49), Sudeste (-R$ 6,69), Sul (-R$ 5,16) e Norte (-R$ 3,30).

Na última semana de 2023, o Sudeste voltou a apresentar o menor preço do país. A região iniciou o ano passado com o menor valor nacional, mas perdeu a posição por algumas semanas para o Nordeste, que teve a maior redução anual entre as regiões brasileiras.

Confira abaixo os valores médios do gás de cozinha em cada uma das regiões:

  • Sudeste: R$ 98,50;
  • Nordeste: R$ 98,67;
  • Sul: R$ 103,86;
  • Centro-Oeste: R$ 105,07;
  • Norte: R$ 113,84.
Preço do gás de cozinha cai em todas as regiões brasileiras em 2023
Preço do gás de cozinha cai em todas as regiões brasileiras em 2023. Imagem: Reprodução/O Tempo.

Gás de cozinha fica mais caro em dois estados em 2023

Embora o preço médio do gás de cozinha tenha recuado em todas as regiões brasileiras em 2023, houve dois estados que fecharam o ano com valores mais elevados que em 2022.

No Amazonas, o valor do botijão de 13 quilos ficou R$ 5,36 mais caro. Já em Roraima, a alta foi de R$ 1,87. A propósito, estes estados apresentaram os maiores preços médios do gás de cozinha do país.

Por outro lado, Pernambuco apresentou o menor valor do país. O estado nordestino assumiu essa posição no ranking nacional em maio, e seguiu até o final de 2023. Aliás, na última semana de 2023, o valor do gás de cozinha ficou 13,6% mais barato no estado.

Nas 20 primeiras semanas do ano passado, o Rio de Janeiro teve o preço médio mais acessível do país, mas o estado fluminense acabou caindo para a terceira posição ao longo do ano.

Gás de cozinha fica mais caro em dois estados em 2023

Confira abaixo os valores médios do gás de cozinha em todas as unidades federativas em 2022 e 2023:

Unidade Federativa20222023
PernambucoR$ 101,98 R$ 87,20
AlagoasR$ 106,30 R$ 91,30
Rio de JaneiroR$ 95,45 R$ 91,98
Distrito FederalR$ 100,68 R$ 93,32
Espírito SantoR$ 103,90 R$ 95,10
PiauíR$ 112,95 R$ 96,06
SergipeR$ 103,27 R$ 98,02
ParanáR$ 105,62 R$ 98,19
CearáR$ 111,41 R$ 98,42
Minas GeraisR$ 100,60 R$ 100,60
São PauloR$ 106,66 R$ 100,76
Rio Grande do NorteR$ 113,80 R$ 101,19
MaranhãoR$ 105,45 R$ 101,42
GoiásR$ 112,28 R$ 101,92
ParaíbaR$ 111,86 R$ 103,09
BahiaR$ 114,24 R$ 104,92
Rio Grande do SulR$ 106,30 R$ 105,22
ParáR$ 112,36 R$ 106,52
Mato Grosso do SulR$ 112,15 R$ 108,11
AmapáR$ 119,61 R$ 111,62
Santa CatarinaR$ 120,73 R$ 112,86
AcreR$ 115,13
Mato GrossoR$ 125,73 R$ 115,73
TocantinsR$ 122,53 R$ 118,67
RondôniaR$ 124,14 R$ 119,25
AmazonasR$ 119,26 R$ 124,60
RoraimaR$ 127,50 R$ 129,37

Por fim, vale destacar que, na última semana de 2022, a ANP não divulgou dados referentes ao Acre. Contudo, na semana anterior, o valor médio chegou a R$ 121,80, ou seja, o botijão ficou mais barato na capital acreana.

Além disso, cabe salientar que as maiores reduções no preço do botijão de gás foram observadas em estados nordestinos, seguidos por estados do Centro-Oeste. Confira abaixo:

  • Piauí: -R$ 16,89;
  • Alagoas: -R$ 15,00;
  • Pernambuco: -R$ 14,78;
  • Ceará: -R$ 12,99;
  • Rio Grande do Norte: -R$ 12,61;
  • Goiás: -R$ 10,36;
  • Mato Grosso: -R$ 10,00.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.