Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Fundo Monetário Internacional: um resumo sobre o FMI

FMI: um resumo sobre essa importante organização!

O FMI é, atualmente, uma das instituições econômicas mais importantes de todo o mundo. Isso porque, ele é responsável por garantir a estabilidade econômica entre os países membros, além de poder auxiliá-los em situações de crises.

As funções do FMI e a sua atuação no mundo contemporâneo são constantemente abordados pelas principais provas do país. Entre elas, podemos citar os vestibulares e o ENEM, principalmente nas questões de história e atualidades.

Assim, é fundamental que você domine os principais aspectos dessa instituição para responder as questões sobre ela com tranquilidade.

FMI: Introdução

O Fundo Monetário Internacional, ou FMI em sua abreviação, é uma instituição organizada e parceira da ONU, Organização das Nações Unidas, que deveria funcionar para regulamentar a economia global. Dessa maneira, o FMI atua como facilitador do comércio internacional, com o principal objetivo de promover a estabilidade cambial para ajudar a reduzir a pobreza no mundo e para evitar grandes instabilidades econômicas.

O FMI foi criado no ano de 1944 na conferência de Bretton Woods, no contexto pós-Segunda Guerra Mundial. A conferência tinha como objetivo ajudar na reconstrução da economia mundial. Dessa maneira, os participantes tinham como objetivo criar uma organização internacional que pudesse ajudar na estabilização econômica mundial, além de regular os intercâmbios entre os países.

FMI: Objetivos

Alguns objetivos foram estabelecidos para o FMI em sua criação. Entre os principais deles podemos citar o de aconselhar os países membros sobre possíveis melhorias para as suas economias. Além disso, o FMI também pode assistir e fornecer empréstimos para evitar crises financeiras e monitorar riscos entre os países membros.

FMI: As suas funções

Na sua criação, o FMI recebeu uma série de funções específicas. A primeira delas foi estabelecer um sistema monetário em que o valor da moeda nacional é definido para auxiliar os países na manutenção da sua estabilidade econômica. Para cumprir com essa função, foi determinado que o Fundo teria uma grande reserva monetária. Para a construção e manutenção dessa reserva, 189 países membros depositariam e emprestariam dinheiro, especialmente em situações de risco.

O FMI produz ainda análises econômicas internacionais e nacionais, cria políticas de desenvolvimento e institui regulamentações internacionais que promovem a estabilidade econômica mundial.

FMI: Sede e representantes

O FMI é sediado em Washington, nos EUA. Todo país membro é representado por um indivíduo. Normalmente, esse seria o ministro da Economia.

FMI: O Voto

Cada país tem direito ao voto e o poder de voto é proporcional ao valor investido no Fundo. Em 2020, o ranking estava assim definido: EUA 16,52%, Japão 6,15%, China 6,09%, Alemanha 5,32% e França 4,03%. O Brasil aparece em décimo lugar com 2,2%.

Países que não fazem parte do FMI

Alguns países optaram por não fazer parte do FMI. São eles: Cuba, Timor Leste, Liechtenstein, Coreia do Norte, Mônaco, Taiwan e o Vaticano.

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.