Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Fim do auxílio de R$300: Governo vai liberar empréstimo de até R$ 5 mil aos beneficiários

Em dezembro acaba! Os pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 e R$ 300 chegarão a ser feitos até o último mês do ano. O Governo Federal, no entanto, pretende criar um novo microcrédito com objetivo de ajudar financeiramente os trabalhadores informais assistidos pelo programa durante a pandemia.

A expectativa é que o valor do empréstimo fique entre R$1.500 e R$5.000. Recentemente, o assunto foi tema de conversa entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

A gestora de pagamentos do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal deverá ser a responsável pela liberação do microcrédito. Hoje, o banco disponibiliza R$ 10 bilhões para financiamento da linha de crédito. No entanto, o valor pode subir e alcançar o patamar de R$ 25 bilhões, caso algumas medidas em análise pela equipe econômica sejam feitas.

O decreto que estabelece o estado de calamidade pública no Brasil por conta da pandemia do novo coronavírus seguirá em vigor até 31 de dezembro, mesma data em que o auxílio emergencial chega ao fim. A princípio, o Governo não irá realizar uma nova prorrogação do programa, sob a justificativa de que não possui mais verba suficiente para pagar o benefício.

Sem auxílio em 2021

A nova linha de crédito visa dar mais autonomia para que os informais possam voltar exercer sua atividade de trabalho.  Sobretudo, o denominado grupo dos “invisíveis”, que até então não contava com nenhuma assistência por parte do Governo. Agora, o grupo continuará tendo suporte financeiro após o fim do auxílio emergencial.

Segundo o Governo, pelo menos 38 milhões de brasileiros deverão ficar sem o benefício a partir de janeiro. Para criação da nova linha de crédito, a União citou exemplos de beneficiários que utilizaram o benefício emergencial para adquirir equipamentos para uso de trabalho.

O Governo avalia no momento, a fim de disponibilizar um valor maior do microcrédito, passando de R$ 10 bilhões para R$ 25 bilhões, aumentar a parcela dos recursos que os bancos são obrigados a repassar para o Banco Central, conhecidos como “depósitos compulsórios”. Além disso, outras medidas estão sendo estudadas.

O Governo também segue estudando o que seria a principal substituição do auxílio emergencial: o Renda Cidadã. O novo benefício serviria, inclusive, para substituir o Bolsa Família e incluir mais pessoas no programa.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
7 Comentários
  1. Fernando Diz

    Jesus é o caminho pra Deus

  2. Alosio Manoel Pereira Diz

    Concordo plenamente com o governo, a ajuda do governo federal,deve ser dia-cordo com as nececidades dos cidadãos, Brasileiros! O Rico não precisa de por que é rico, mas o pobre sim e afinal de conta dinheiro não é capin , tem custo, muitas pessoas ficam viiciadas em receber sem trabalhar,tem que dá as ferramentas e o trabalho, para elas desinvolve_…rem. obrigado! (a!). Alosio M Pereira.

  3. Jony Diz

    Interessante não tem dinheiro para o auxílio mas tem dinheiro para emprestar!!!!!🤔🤔🤔

    1. Alosio Manoel Pereira Diz

      O senhor tá querendo que o país afunde?

  4. Viviane Diz

    Qbom eu já estava ficando preocupada pois preciso desta ajuda não recebo bolsa família. Trabalho fazendo faxina.

  5. Alexandre Vitorino Mota Diz

    Muito bom essa boa notícia a desisão é deles.

  6. Fabio Marques Leite Diz

    Iemaja é a irmã do mar, iemaja é a irmã do mar. ..

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.