Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Ex-BBB afirma que devolveu auxílio emergencial pago indevidamente

Hana Khalil afirma que errou por "falta de conhecimento", mas já devolveu o benefício

No início do mês, a ex-BBB Hana Khalil, participante da 19ª edição do reality show, revelou que recebeu o auxílio emergencial de R$ 600. De acordo com ela, sua mãe usou os seus dados. Ao perceber o uso indevido, a ex-BBB alegou ter doado o valor para ONGs.

Porém, o auxílio de R$ 600 é voltado para trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs). Ele foi criado para auxiliar esse grupo de trabalhadores mais vulneráveis durante a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Para casos como o da ex-BBB Hana, de brasileiros que recebem o auxílio indevidamente, sem preencher aos requisitos, foi criado um site para devolução do valor. Por isso, ao alegar ter doado o auxílio para ONGs, Hana foi bastante criticada nas redes sociais.

Em vídeo em seu Instagram, a influencer afirma que errou “por falta de conhecimento”. “Não gosto de errar e procurei todas as formas de reparar o que fiz. Fiquei muito mal. Já devolvi o auxílio”, contou ela. A influencer contou da devolução durante transmissão em vídeo com duas advogadas, que explicaram que o recebimento indevido pode causar processo judicial.

“Eu pensava: ‘Se outra pessoa está precisando, você tira e bota para ela’. Não fazia ideia dessa questão judicial. Agora aprendi. Não pode pegar auxílio e transferir ele para outra pessoa, por mais que essa outra pessoa precise. E essa pessoa que tem que ir atrás”, se explicou Hana.

Há site, criado pelo governo, para que quem recebeu o auxílio emergencial indevidamente possa gerar boleto e devolvê-lo aos cofres públicos. Basta informar o CPF do beneficiário que irá devolver o dinheiro e selecionar a forma de pagamento.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.