Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Estelionatários enganam aposentados; saiba como se proteger

Atenção, aposentado! Diante dos golpes aplicados até agora, a Ministério do Trabalho e Previdência emitiu um comunicado indicando que criminosos tem se passado por funcionários do Conselho Nacional de Previdência Social. Saiba como as quadrilhas atuam e como se proteger.

O crime pode ser convincente, por isso é importante ler a notícia até o final para conseguir todas as informações necessárias para se proteger.

Como os crimes são aplicados?

Os golpes são aplicados com muita engenharia social e convencimento, por isso não raro tem feito diversas vítimas em vários estados. Por isso estar atento as notícias e informações novos golpes é tão importante.

O crime funciona da seguinte maneira, se passando por funcionários do Conselho Nacional de Previdência Social, os criminosos ligam para a vítima. Confiantes e parecendo de fato uma central telefônica, informam que a vítima tem direito a valores a mais ou então valores atrasados de uma suposta revisão.

Na ligação, os falsários ainda podem informar outras informações como “Auditoria Geral Previdenciária”,  o que levaria uma “Chamada para Resgate”, entre outros motivos.

Veja também: Gás de cozinha fica mais caro em 20 anos

Na realidade todas as alternativas acima são utilizadas na tentativa de tirar dinheiro da vítima ou então roubar dados. Com essas alegações, os criminosos podem pedir uma série de dados e no final da ligação ainda informar a necessidade de depósito de valores para análise, impostos ou liberação do benefício.

O que na verdade não é real, a vítima corre o risco tanto de ter seus dados expostos, quanto de perder o dinheiro transferido para conta dos criminosos.

Lembre-se todos os serviços da Previdência Social são gratuitos! Fique atento e evite golpes.

Como se proteger do golpe?

Este tipo de golpe é frequente, mas uma maneira de se proteger é jamais informar seus dados pelo telefone ou transferir valores.

O Ministério do Trabalho e Previdência afirma que não realiza ligações cobrando qualquer revisão do benefício, muito menos para realizar auditoria. O benefício não pode ser cancelado após um suposto aviso ou prazo dado por ligação.

Lembre-se também que todos os serviços oferecidos pela Previdência Social são gratuitos e desconfie de qualquer cobrança.

Passar seus dados para terceiros pode ser um risco, principalmente porque práticas ilícitas podem ser utilizadas com seus dados.

Em caso de dúvidas sobre o benefício ou então acreditar que tenha alguma pendência, consulte sempre os canais oficiais.

.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.