Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Saiba como está funcionando a volta às aulas em Manaus

Sete estados brasileiros indicaram a intenção de autorizar o retorno das aulas presenciais. O Amazonas foi o primeiro estado a retomar as atividades nas escolas, veja abaixo como está sendo consolidado o plano de volta às aulas em Manaus.

Com as instituições de ensino fechadas em todo o país e aulas presenciais suspensas, diversos estados buscam mecanismos para retomada das atividades sem prejudicar estudantes. Nesse sentido, o Ministério da Educação já se mostrou favorável ao retorno, já tendo divulgado um protocolo de biossegurança com diretrizes a serem seguidas pelas instituições. Confira aqui.

Contudo, até o momento, o Amazonas foi o único estado a consolidar parte do planejamento, segundo a Federação Nacional de Escolas Particulares (Fenep).

Assim, a volta às aulas ocorreu em Manaus no início deste mês (dia 06), de acordo com o quarto ciclo do plano de reabertura gradual das atividades estabelecido pelo governo estadual.

Manaus foi a primeira capital brasileira a enfrentar o colapso no sistema de saúde e no sistema funerário em decorrência da pandemia de COVID-19. Todavia, a curva de contágio apresentou uma queda na capital do Amazonas, o número de casos tem diminuído, diminuindo também as mortes.

Esse cenário possibilitou ao estado pôr em prática o planejamento de retomada das atividades em diversas áreas.

Volta às aulas em Manaus

O retorno das atividades nas escolas particulares de Manaus está sujeito ao cumprimento das recomendações da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). As recomendações, por sua vez, estão em consonância com os direcionamentos da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Desse modo, nas escolas devem ser evitadas aglomerações, contato físico e o compartilhamento de materiais, por exemplo. Além disso, as aulas só podem ser realizadas com 50% da capacidade de lotação e com o distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras.

Assim, as escolas adotaram medidas como o uso de máscaras faciais, barreiras de acrílico entre as carteiras e rodízio de alunos. Há também instituições que proibiram a entrada dos alunos com sapatos nas salas de aula, os calçados devem ser deixados fora das salas.

As escolas devem também fornecer plano de trabalho domiciliar/remoto para as crianças dos grupos de risco ou para os estudantes cujas famílias não consintam com a frequência presencial.

Apesar da apreensão na volta às aulas, o contingente de alunos que retornaram às escolas particulares superou as expectativas. Na rede pública, contudo, as aulas continuam suspensas.

Gostou deste texto? Deixe seu comentário.

Para mais notícias relacionadas ao Ministério da Educação, clique aqui.

MEC divulga protocolo para o retorno às aulas presenciais

 

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?