Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Imposto de Renda: Entrega da declaração a partir desta quarta (01) terá multa

Para quem perdeu o prazo de entrega não será necessário baixar um novo programa para preenchimento do Imposto de Renda 2020.

Aquele que não entregou a declaração de Imposto de Renda até a última terça-feira (30), só poderá entregar o documento a partir desta quarta-feira (1º), com multa. A Receita Federal volta a receber as declarações a partir das 8h.

Para quem perdeu o prazo de entrega não será necessário baixar um novo programa para preenchimento do Imposto de Renda 2020. Se o contribuinte já possui o programa instalado no computador ou celular, o programa seja atualizado automaticamente.

O contribuinte terá que pagar multa pelo atraso, no valor referente a 1% ao mês sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo 20% do imposto devido, além de juros proporcionais à taxa Selic.

Retificações também serão aceitas 

Se o contribuinte enviou a declaração dentro do prazo, mas percebeu que cometeu algum erro no preenchimento, poderá fazer a retificação a partir desta quarta-feira. Neste caso não há cobrança de multa por atraso.

No entanto, se a retificação for referente a uma diferença de Imposto de Renda a pagar, o contribuinte será penalizado com multa pelo atraso no pagamento. A multa corresponde a 1% ao mês sobre o valor do IR atrasado, até o limite de 20%, acrescida de juros mensais proporcionais à taxa Selic.

Quem tem a obrigação de declarar?

Se você se enquadra em pelo menos uma das situações abaixo, é obrigado a entregar a declaração do IR 2020.

  • Recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável no ano;
  • Ganhou um valor superior a R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano;
  • Teve ganho com a venda de bens;
  • Comprou ou vendeu ações na Bolsa;
  • Recebeu mais de R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Tem prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2019 ou nos próximos anos;
  • Era dono de bens com valor maior que R$ 300 mil;
  • Passou a morar no Brasil em qualquer mês de 2019 e ficou aqui até 31 de dezembro;
  • Vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias.

Leia Também:

brasil 123  
3 Comentários
  1. Jorgelianavailantdeoliveira Diz

    Expectativa receber

  2. Sergio Roberto Pereira Silva Diz

    Sobre a suspencao do consignado por 4 meses

  3. Adriano Soares de Oliveira Diz

    Queria saber terceira parcela auxílio data aniversário 16 06 1986junho

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?