Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Economia doméstica: como reduzir suas contas

Economia doméstica significa equilibrar gastos essenciais e supérfluos. Este é um conceito bem conhecido e torná-lo hábito pode ser um dos passos para ter uma vida financeira saudável.

Com a economia doméstica você poderá reduzir os seus gastos diários e equilibrar a sua vida financeira.

Essa é uma economia para ser feita em família. Com ela todos entendem o gasto da casa e como reduzi-los. A longo prazo também é possível guardar dinheiro para gastos emergenciais e sair do vermelho.

Fique atento as nossa dicas e tenha uma vida financeira saudável.

Veja 4 dicas para aplicar a economia doméstica na sua casa.

1- Organize-se

O primeiro passo para economia doméstica é saber de fato quanto você gasta por mês. Seja com gastos fixos, como aluguel, conta de água e luz, como também com gastos variáveis, como itens do dia a dia como aplicativos de comida e lazer.

  • Vale investir em planilhas para calcular todos os gastos fixos e variáveis (faça uma média dos últimos 3 meses)
  • Identifique qual a renda mensal de toda casa
  • Calcule o quanto cada um terá que desembolsar com os gastos fixos

2 – Corte de gastos

De posse de todas as informações listadas acima, analise todas os custos e trace uma meta.

A meta deve ser possível e realizável. Para isso é preciso levar em consideração todos os seus gastos fixos.

Por exemplo, não será possível deixar de pagar uma conta de luz e de água, mas é possível economizar no dia a dia apagando luzes enquanto não estiver no cômodo e tomando banho mais rápido. Outra possibilidade é juntar as peças de roupa para lavá-las em um único dia, evitando o desperdício de água.

É possível também renegociar pacotes de serviços já contratados, como internet e conta do celular.

3 – Faça um planejamento para pagar as suas dívidas

Estima-se que 66,5% dos brasileiros  fecharam o ano de 2020 endividados. Então, é importante também colocar a dívida detalhada em uma tabela.

Em posse dos valores, entre em contato com cada instituição que você deve para negociar valores.

Negociar dívidas também é uma maneira de economia, isso porque as dívidas pode ficar cada vez mais caras, graças ao juros que podem ser acrescentados todos os dias.

4 – Pesquise

Antes de comprar alguma coisa, pesquise. Uma forma simples é olhar o preço do item pela internet.

Aqui é importante se atentar a itens de maior valor, pois a economia pode ser significativa. Se possível também peça desconto e economize ainda mais.

Outra alternativa é fazer uma compra mensal e num mercado com preço mais acessível, além de fazer uma lista de itens necessários antes de sair de casa.

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.