DUAS moedas de 5 CENTAVOS valem mais de R$ 400; Veja

DUAS moedas de 5 CENTAVOS valem mais de R$ 400; Veja os modelos

Quem poderia imaginar que duas moedas de 5 centavos poderiam valer centenas de reais? No geral, as pessoas ficam felizes quando estão com cédulas na carteira ou no bolso. Quando os itens são moedas, a felicidade não costuma ser o sentimento mais dominante, pois estes itens não possuem valores elevados, ou seja, não é possível comprar muitas coisas com centavos.

Em resumo, as moedas representam os menores valores monetários, podendo variar entre 5 centavos e 1 real. Antigamente, o Brasil também fabricava moedas de 1 centavo, mas elas saíram de circulação no final de 2003, pois o custo para a sua produção era mais alto que o seu próprio valor facial.

Por falar nisso, cada item possui um valor de face, que é o mesmo em qualquer lugar do país. Entretanto, no mundo da numismática, uma moeda de poucos centavos pode valer centenas ou milhares de reais. Esse fator vem atraindo muitas pessoas nos últimos tempos, e a venda de moedas raras só faz crescer no país.

Você sabe o que é numismática?

No Brasil, as moedas não costumam fazer muito sucesso, pois as pessoas as veem apenas como itens para troco. Contudo, no universo da numismática, a realidade é bem diferente.

A saber, as pessoas que estudam e se especializam em medalhas, moedas e cédulas, sob o ponto de vista histórico, econômico e artístico, são chamadas de numismatas, termo que também identifica quem coleciona estes itens.

Em síntese, o valor facial das moedas pouco importa para os colecionadores. Na verdade, a cunhagem do modelo é apenas um detalhe para algumas pessoas, pois elas buscam outras características nestes itens, ou seja, o valor monetário do exemplar é o que menos importa para os interessados em comprá-los.

Colecionadores buscam 2 moedas de 5 CENTAVOS

Recentemente, duas moedas de 5 centavos passaram a mexer com o imaginário dos colecionadores. As pessoas estão se mostrando dispostas a pagarem mais de R$ 400 pelos dois itens incomuns. Por isso, fique ligado no troco e não deixe essa chance escapar entre seus dedos.

Em suma, os modelos não possuem muitas diferenças em relação às demais moedas de 5 centavos, mas uma falha elevou significativamente o seu valor no país. O problema é que, para boa parte da população, esse defeito pode passar despercebido, pois não é muito evidente.

As moedas de 5 centavos buscadas pelos colecionadores foram fabricadas nos anos de 2005 e 2009. Isso quer dizer que faz menos de 20 anos que os modelos entraram em circulação no país e que ainda é possível encontrá-los em troco ou negociações financeiras.

Os itens fazem parte da segunda família do real e, naqueles anos, a Casa da Moeda produziu as seguintes quantidades de moedas de 5 centavos:

  • 2005: 230,1 milhões de unidades;
  • 2009: 400,1 milhões de unidades.

Em síntese, os exemplares comuns não apresentam valores elevados. Contudo, algumas moedas de 5 centavos de 2005 e 2009 possuem um erro de fabricação que eleva o seu valor em milhares de vezes: possuem o reverso invertido.

Para conferir se os modelos têm esse erro, basta girá-los na vertical, ou seja, de cima para baixo ou de baixo para cima. Se, ao girar a moeda, o reverso ficar de ponta cabeça, significa que ele está invertido, algo que não deveria acontecer.

Exemplo de moeda de 5 centavos de 2009
Moeda de 5 centavos de 2009. Imagem: Reprodução.

Estado de conservação influencia valores

As moedas recebem algumas classificações quanto ao seu estado de conservação. O primeiro termo se chama flor de cunho, que se refere aos exemplares que não circularam, ou seja, não apresentam qualquer sinal de desgaste ou manuseio. Em outras palavras, são moedas que não possuem marcas e estão em perfeito estado de conservação.

Por sua vez, o estado de soberba se refere às moedas que apresentam, aproximadamente, 90% dos detalhes da cunhagem original. Em resumo, os exemplares que tiveram uma pequena circulação se enquadram neste segmento.

Já a moeda muito bem conservada (MBC) se caracteriza por ter mais sinais de manuseio e uso. Os itens devem apresentar, aproximadamente, 70% dos detalhes da cunhagem original. Além disso, o seu nível de desgaste deve ser homogêneo, sem ter um local bem mais desgastado que outro.

De acordo com o catálogo ilustrado de Moedas com Erros, a moeda de 5 centavos de 2005 com o reverso invertido tem os seguintes valores:

  • Flor de cunho: R$ 220;
  • Soberba: R$ 80;
  • MBC: R$ 40.

Por sua vez, o modelo fabricado em 2009 com o reverso invertido está valendo o seguinte:

  • Flor de cunho: R$ 200;
  • Soberba: R$ 150;
  • MBC: R$ 100.

Valor dos catálogos são apenas base para negociações

Vale destacar que os valores informados em catálogos de moedas são apenas uma base para os colecionadores e vendedores. Na verdade, os valores dependem da negociação entre as partes envolvidas. Logo, é possível vender as moedas por preços mais elevados que os informados em catálogo, caso o comprador acredite que vale a pena pagar mais caro.

As pessoas que possuírem as duas moedas de cinco centavos com o reverso invertido, de 2005 e 2009, poderão vendê-las por mais de R$ 400, a depender do seu estado de conservação. Por isso que os analistas recomendam que o manuseio destes itens ocorra apenas com luvas e o seu armazenamento deve ser feito em saquinhos plásticos ou em papel filme.

De todo modo, os interessados em vender seus exemplares podem entrar em sites especializados. Há muitos colecionadores dispostos a pagar caro para terem modelos raros, e essa é uma chance para ganhar um dinheiro extra sem fazer muito esforço.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.