Domine a Informática nos Concursos através da elaboração de mapas mentais

Confira como ter bom aproveitamento nos estudos, utilizando essa estratégia

Você já ouviu falar em mapas mentais? Em síntese, eles são uma forma de organizar e memorizar informações usando imagens, cores, palavras-chave e conexões lógicas.

Pois, essa estratégia pode ser muito útil para estudar Informática para concursos, pois permitem que você visualize e compreenda melhor os conceitos complexos dessa disciplina.

Neste artigo, vamos mostrar como você pode usar mapas mentais para estudar Informática para concursos, baseados nos conteúdos que mais aparecem nos editais. Sendo assim, acompanhe!

Domine a Informática nos Concursos através da elaboração de mapas mentais
Domine a Informática nos Concursos através da elaboração de mapas mentais. Foto: Canva

O que são mapas mentais e quais são seus benefícios?

Os mapas mentais são uma técnica de aprendizagem criada pelo psicólogo inglês Tony Buzan na década de 1970. Dessa maneira, eles consistem em representar graficamente as informações de forma hierárquica, partindo de um tema central e ramificando-se em subtemas e detalhes.

Os mapas mentais têm vários benefícios para os estudantes, tais como:

  • Estimular os dois hemisférios do cérebro, favorecendo a criatividade, a associação e a integração de ideias;
  • Facilitar a memorização. Pois usam imagens, cores, símbolos e palavras-chave que ativam a memória visual e auditiva;
  • Aumentar a concentração, pois exigem foco e atenção na elaboração e na revisão dos mapas;
  • Economizar tempo, porque permitem sintetizar as informações mais importantes em um espaço reduzido;
  • Melhorar a compreensão, pois permitem visualizar as relações entre os conceitos e os detalhes.

Como usar mapas mentais para estudar Informática para concursos?

Para usar mapas mentais para estudar Informática para concursos, você precisa seguir alguns passos básicos:

  • Em primeiro lugar, escolha um tema ou assunto que você quer estudar ou revisar. Por exemplo: Redes de Computadores.
  • Logo após, defina o tema central do seu mapa mental e escreva-o no centro de uma folha ou tela em branco. Você pode usar uma palavra, uma frase ou uma imagem que represente o tema. Por exemplo: Redes de Computadores.
  • Identifique os subtemas ou tópicos principais que se relacionam ao tema central e escreva-os ao redor. Para isso, use linhas ou setas para conectá-los. Você pode usar cores diferentes para cada subtema ou tópico. Por exemplo: Tipos de redes, Topologias de redes, Protocolos de redes, etc.
  • Confira os detalhes ou informações relevantes sobre cada subtema ou tópico e escreva-os abaixo ou ao lado dos subtemas ou tópicos, usando linhas ou setas para conectá-los. Desse modo, você pode usar palavras-chave, símbolos, abreviações ou imagens que representem os detalhes ou informações. Por exemplo: LAN (Local Area Network), WAN (Wide Area Network), TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol), etc.
  • Revise o seu mapa mental e verifique se ele está claro, completo e coerente. Você pode acrescentar, alterar ou excluir informações conforme necessário. Além disso, também pode usar cores, formas ou desenhos para destacar as informações mais importantes ou difíceis.

Como criar seus próprios mapas mentais?

Você pode criar seus próprios mapas mentais usando papel e caneta ou usando ferramentas digitais. Ambas as formas têm vantagens e desvantagens.

Usando papel e caneta, você tem mais liberdade para desenhar e colorir o seu mapa mental da forma que quiser. No entanto, você pode ter dificuldade para corrigir erros ou fazer alterações no seu mapa mental.

Usando ferramentas digitais, você tem mais facilidade para editar e organizar o seu mapa mental, além de poder salvar, imprimir ou compartilhar o seu mapa mental com outras pessoas. No entanto, você pode ter menos criatividade ou personalização no seu mapa mental.

Existem várias ferramentas digitais gratuitas e fáceis de usar para criar mapas mentais. Algumas delas são:

Xmind: Mind Mapping: um software que permite criar mapas mentais com vários recursos, como imagens, ícones, anotações, hiperlinks, etc. Aliás, você pode baixar o software no seu computador ou usar a versão online.

miMind: Easy Mind Mapping: um aplicativo que permite criar mapas mentais com vários recursos, como imagens, cores, formas, textos, etc. Você pode baixar o aplicativo no seu celular ou tablet.

Canva: um site que permite criar mapas mentais com vários recursos, como imagens, fontes, fundos, elementos gráficos, etc. Dessa forma, você pode usar o site no seu navegador ou baixar o aplicativo no seu celular ou tablet.

Como revisar?

Para revisar seus mapas mentais, você precisa usar técnicas de repetição espaçada e recuperação ativa. Aliás, essas técnicas ajudam a consolidar as informações na sua memória de longo prazo e a evitar o esquecimento.

A repetição espaçada consiste em revisar os mapas mentais em intervalos de tempo cada vez maiores. Por exemplo: você pode revisar o seu mapa mental logo após criá-lo, depois de um dia, depois de uma semana, depois de um mês, etc.

A recuperação ativa consiste em testar o seu conhecimento sobre os mapas mentais sem olhar para eles. Por exemplo: você pode tentar recriar o seu mapa mental de memória. Bem como, responder a questões sobre o tema do seu mapa mental ou explicar o seu mapa mental para alguém.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.