Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

URGENTE: Bolsonaro discute prorrogação do auxílio de R$600 nesta quinta

O assunto a ser discutido será a extensão do auxílio emergencial após as três parcelas iniciais já garantidas.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai se reunir com Paulo Guedes, ministro da Economia, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, e Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal. O assunto a ser discutido será a extensão do auxílio emergencial após as três parcelas iniciais já garantidas.

Enquanto o presidente da Câmara Rodrigo Maia tem defendido que o auxílio deve ser prorrogado mantendo o valor de R$ 600, Bolsonaro e sua equipe econômica falam sobre o alto custo dessa manutenção. Foi noticiado nesta quarta-feira que o governo cogita pagar mais três parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, respectivamente.

Rodrigo Maia defende que o auxílio deve ser mantido da mesma maneira que a atual para ajudar milhões de brasileiros durante a crise causada pelo novo coronavírus. O governo foca em alternativas ao modelo atual. A expectativa é que a definição da extensão do auxílio emergencial seja anunciada até sexta-feira, 26 de junho.

Pessoas do governo afirmam que a decisão “é do Paulo Guedes”, ministro da Economia. Mas também admitem que há componente político na decisão, já que o auxílio emergencial de R$ 600 tem sido importante para ajudar na popularidade de Jair Bolsonaro com a parcela mais vulnerável da população brasileira.

Beneficiários do Bolsa Família recebem a terceira parcela atualmente, com calendário que segue até dia 30 de junho. A expectativa é de que o calendário da terceira parcela para o restante dos beneficiários seja divulgada ainda nesta semana.

Para os demais

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 depende só da sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O benefício foi criado para ajudar uma parcela de trabalhadores durante a pandemia do novo coronavírus.

A informação foi dada por Pedro Guimarães, presidente da Caixa, em entrevista à CNN Brasil. De acordo com ele, a Caixa e o Ministério da Cidadania já acertaram tudo para o pagamento. Atualmente, apenas beneficiários do Bolsa Família estão recebendo a 3ª parcela.

“Precisa só da aprovação do presidente. Já temos a questão técnica definida, com tranquilidade”, disse Pedro Guimarães. Ele afirmou também que mais de 11 milhões de brasileiros já receberam a parcela, paga atualmente para os beneficiários do Bolsa Família. “É o Ministério da Cidadania que anuncia, mas há todo o alinhamento técnico entre o ministério e a Caixa”, explicou.

Mais uma vez, o pagamento será feito primeiramente em conta poupança digital da Caixa, com possibilidade de uso para pagamento de boletos, compras pelo cartão de débito virtual ou QR Code. O calendário de saque e transferência será divulgado posteriormente. O calendário será novamente dividido de acordo com o mês de aniversário dos beneficiários.

Pedro Guimarães afirma que a sanção do presidente Bolsonaro “vai ser em breve”. O presidente da Caia também afirmou que será informado o calendário da segunda parcela para o grupo que ainda não a recebeu.

Veja também: Novo saque do FGTS de até R$1.045 na Poupança Social de junho a setembro

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

15 Comentários
  1. Jaime Jose de castro filho Diz

    Meus queridos. Nós somos o país mais rico do mundo, temos as maiores riquezas do planeta. Nossas riquezas minerais, nossas produção agrícola em alimentos é a maior de todas. e somos um país pobre, porque os nossos políticos são ladrões da nossa riqueza.

  2. Juliana Diz

    É um absurdo o que o governo está fazendo uma humilhação para o povo brasileiro, se não pagarmos impostos somos punidos e quando precisamos é está vergonha para ajudar os brasileiros. Quanta gente passando fome que não conseguem trabalhar, outros perdendo empregos, é triste. Que tal diminuir os salário dos políticos? E não é só isso… quanto dinheiro sendo desviado… Assim conseguem ajudar o pivo.

  3. Veralucia Diz

    Quando vamos receber segunda e terceira pacela deveruamos receber juntas prque ja se passaram treis meses

  4. Alberto Diz

    Já passou de 40 dias que eu peguei a segunda parcela e nada até o momento

  5. Carla Cristina Plácido da Silva Diz

    Na minha opinião todos tinha que receber 600,tem mãe solteira que está usando o dinheiro é pra comprar cachaça

    1. Anônimo Diz

      Minha filha as pessoas não são todas iguais não eu msm sou mãe solteira eh nem por isso eu gasto oh dinheiro do auxílio com cachaça… Vc tem que pensar antes de falar assim 🙄😡🤬

      1. Angela Diz

        Não sou mãe solteira mas concordo com vc que nem todas usam o dinheiro pra comprar cachaça.🤔😏🤨

  6. Suely Ribeiro de lunas Diz

    Acho tudo isso uma palhaçada reuniões e mais reuniões e para quase nada. Fiz cirurgia ha dois meses cortaram meu auxilio doença sou PCd ainda aguardo exames pôs operatórios, não tenho dinheiro nem para meus remédios. Tentei pedir o auxilio de 600 reais mais também a dois meses estão avaliando e até o momento nem uma resposta. Onde Esta a minha contribuição que vem descontada na folga de pagamento todo os meses? Não série para quando eu precisar?

  7. Juliana Diz

    E a segunda parcela de quem recebeu depois do dia 30 de abril, ninguém fala nada, já era para ter recebido, mas esses 8milhoes foram esquecidos.

  8. Mauro Meneguzzi Diz

    É lógico que têm q ser mantido o auxílio emergencial de seiscentos reais foi aprovado no aplicativo auxílio emergencial é no governo Bolsonaro apesar q eu votei no nosso presidente da República Bolsonaro têm q manter o auxílio seiscentos reais 👆👮🇧🇷🇧🇷🇧🇷 💯 Bolsonaro

  9. Santosavalon Diz

    Ele tem é que pegar o dinheiro q o filho dele tem guardado das rachadinhas é paga esse povo 600 ou mas

    1. Marcos Diz

      O presidente já fale p ns de contrato intermitente quando vai cair a segunda parcela do BEM benefício emergencial já passou mais de 40 dias da primeira q peguei

      1. Valquiria Lucia Pereira Dos Santos Diz

        Tem que ajudar muita gente passando dificuldade financeira com criança Pais desempregados,sem quem já está passando fome dificuldade sabe o que é isso não deve julgar porque a maioria pega este auxílio pra comprar comida agasalho de frio remédio.

        1. Adenísia Diz

          Recebi a primeira parcela dia 22 de maio. Nada da segunda. Desempregada. Será que não vamos receber. Só Deus por nós.

      2. GESIELE Diz

        Tem q ser até ano o final do amo q vem ou então enquanto tiver o certo seria direto por q as coisas só estão piorando vcs viram lojas comércios fechando muita gente sem emprego muitos pais d família passando fome tadinho e difícil pra quem tem condições d fica tudo e quem não tem e muito trite

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?