Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Rodrigo Maia diz que não foi informado sobre prorrogação do auxílio de R$600

Diversos veículos confirmaram que Bolsonaro autorizou as discussões sobre a prorrogação

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que não foi informado pelo governo sobre uma possível prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600. Nesta semana, diversos veículos confirmaram que o presidente Bolsonaro havia autorizado as discussões sobre a prorrogação do programa.

“Comecei a ouvir ontem [terça-feira], de jornalistas e deputados, que o governo estava querendo prorrogar até o fim do ano, mas comigo ninguém conversou”, disse Maia em entrevista à rádio Banda B.

Apesar de cogitar estender o auxílio até dezembro de 2020, a ideia do governo é que as novas parcelas sejam menores que R$ 600. Uma possibilidade é de cada nova parcela a R$ 200. Atualmente, o governo paga cinco parcelas de R$ 600 no auxílio emergencial. O programa foi criado para pagar três parcelas de R$ 600, mas teve prorrogação de mais dois meses.

Também ontem, dia 05, o presidente Bolsonaro afirmou que “não dá para continuar muito” com o pagamento do programa voltado aos trabalhadores mais vulneráveis.

“Não dá para continuar muito porque, por mês, custa R$ 50 bilhões. A economia tem que funcionar. E alguns governadores teimam ainda em manter tudo fechado”, reclamou Bolsonaro. A declaração foi dada no Palácio da Alvorada, após um de seus apoiadores agradecer pelo auxílio emergencial de R$ 600.

A possível prorrogação do auxílio ainda não foi confirmada oficialmente pelo governo.

Ministro afirma que se auxílio fosse de ‘R$ 200, R$ 300 dava para segurar seis meses, um ano’

No dia 5 de agosto, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o governo não suporta prorrogar o auxílio emergencial novamente com parcelas a R$ 600. A declaração foi dada durante audiência pública na Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária.

“O Brasil não aguenta muito tempo. Se o auxílio fosse de R$ 200, R$ 300, dava pra segurar seis meses, um ano”, disse ele. O ministro também afirmou que o governo está estudando a reformulação do auxílio emergencial com o Renda Brasil.

No início desta semana, diversos veículos confirmaram que o governo está estudando forma de prorrogar o auxílio emergencial mais uma vez. Agora, o governo cogita a prorrogação até o fim de 2020. Entretanto, essa prorrogação não manteria as atuais parcelas de R$ 600. A ideia do governo é pagar um menor valor por parcela, possivelmente R$ 200.

Mais cedo, nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “não dá para continuar muito”, se referindo ao pagamento do auxílio emergencial. “Não dá para continuar muito porque, por mês, custa R$ 50 bilhões. A economia tem que funcionar. E alguns governadores teimam ainda em manter tudo fechado”, reclamou Bolsonaro. A declaração foi dada no Palácio da Alvorada a um apoiador que agradeceu pelo auxílio.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

17 Comentários
  1. Gideão Celis de Carvalho Diz

    O grande detalhe é q todo mundo só quer ganhar, mais nao estão nem aí se o presidente vai se ferrar ou não, ele não tem culpa da pandemia, ele tá fazendo o possível e o impossível, quero ver qnd a economia quebrar,
    aí todo mundo vai jogar a culpa no presidente, os contras (pt) vão jogar a população mais carente contra o presidente, e a população ignorante q só quer ganhar, vai na corda dos petistas q so plantam ódio e discórdia no país. eu tb estou desempregado oficialmente, recebi a ajuda de 600,00 q foi de mto bom grado, agora vamos torcer e pedir a Deus q nos de livramento e de sabedoria para o nosso presidente conduzir as coisas da melhor maneira possível.

  2. Ariane Diz

    Como é que o auxílio irá diminuir para 200 reais , com a cesta básica custando 420 ? Garanto que vcs ministros , senadores , deputados e presidente estão com o de vcs todo mês na conta certinho e comendo tudo de bom do melhor . A taxa mas alta de imposto que são pagas são aqui no Brasil . Esse próprio dinheiro que vcs estão dando é do povo msm e não de vcs não . Isso chega a ser revoltante .

  3. María Diz

    Qual diferença de 200/300 pra 600…da pra prorrogar sim… todo dia passa no jornal monte de dinheiro achado em apartamento..e outros lugares..com certeza dinheiro do povo…. então se o povo quiser…aumenta sim…tem muita gente passando necessidsdes e outra tudo aumentou em termo alimentação 😏😏😏

  4. Joao Diz

    Esse camarada tá se achando…Se forem tirados todos os benefícios dos políticos municipais, estaduais, e federais, as pessoas nem imaginam o que poderíamos fazer com essa sobra, é muito dinheiro dispersado.

  5. Damares Diz

    Se o presidente decretou calamidade puplica ate o fim do ano pq nao dar ate pq o dinheiro. Que ele liberou pro estados e município. Foi um erro eles nao fizeram nada com esse dinheiro. E colocaram na conta deles e pronto eles deveriam. Restorna. Pra libera para quem realmente precisar.

  6. José Paulo de Andrade Souza Diz

    O governo queria devolver apenas 200 reais para o povo,alegando que não tinha como devolver mais;mas contrariando o governo,o congresso votou e aprovou os 600 reais;e de repente o dinheiro apareceu.Agora,cabe ao congresso fazer a mesma coisa,e obrigar o governo a manter os mesmos valores até dezembro.
    Segundo o ministro,tem como manter o benefício no período de 6 meses à 1 ano,mas com valores entre 200 e 300 reais;ora,se pode manter esses valores até um ano,pode manter os 600 por mais 6 meses.

  7. José Roberto Diz

    Rapaz o Bolsonaro só pode está a brinca o auxílio emergencial Tm que ir até dezembro ou até abril

  8. Alisson Diz

    Dá para continuar parando os 600 reais sim para realmente quem precisa para isso é só retirar o auxílio paletó auxílio compatível auxílio aluguel dos nossos governadores e se reduzir 30% do salário deles tbm daria para manter para muito tempo dessa forma mas pergunta se eles se quer cogitaram em fazer dessa forma
    A verdade é uma só os policiais querem que nós pobres se lasquem pois se o deles está vindo está bom nos que somos trabalhadores que mantém o Brasil de pé estes políticos não está nem aí

    Eu nem fui atrás desse auxílio pq não achei justo receber se estou trabalhando porém estou afastado pelo INSS e não recebo não já tem 4 meses minhas contas estão TD atrasado e o que eles fazem nada pois o salário deles estão TD certinho então para que se preocupar né por isso falo seja o político que for e vir pedir boto para mim vou moer eles no pau para deixar de ser vagabundos fica mamando na tete do governo ou (seja na nossa custa) e não faz nada para melhorar

    1. Joao Diz

      Esse camarada tá se achando…Se forem tirados todos os benefícios dos políticos municipais, estaduais, e federais, as pessoas nem imaginam o que poderíamos fazer com essa sobra, é muito dinheiro dispersado. Chegou aliás já passou da hora desse povo pensar na hora de votar…tem que mudar tudo.

  9. Nilton vicente Diz

    Via cruzes brasileira:

    O governo
    O Brasil não aguenta mais três meses de auxílio ou diminui ou encerra.

    O povo
    ou morres de covid ou morres de fome.

  10. Mara Diz

    Acho que poderia prorrogar o auxílio emergencial até Dezembro por que a pandemia nem acabou .Mais no mesmo valor atual e não diminuir mais pq com esse auxílio os mercado aproveitaram e aumentaram foi tudo esta dudo maus caro e se acabar ou deminuir o valor atual qe está como nós brasileiros vomos viver .

  11. Mara Diz

    Acho que o presidente poderia sim prorroga o auxílio emigencial até Dezembro no mesmo valor .Por que academia ainda continuar e o desemprego também ….

  12. Maria JoséMoreira dos santos Diz

    O meu bolsa família foi bloqueado fui tirá o meis de Julho e não conseguir

  13. Lilian Cristina Diz

    Será os governadores conseguiria manter uma família com 200?
    Com as creches fechadas, as crianças nao tem onde ficar, Ao não ser em casa mesmo! Muita humilhação isso.
    Quem ficaria com as crianças para nós mães solteiras trabalhar? Se as creches estão fechadas devido a pandemia? Repensem a despeito! Pois 200,00 para 2 crianças não d á pra nada!
    Se ponha em nossa lugar!
    O vcs fariam com 200?

  14. Marina Antunes posso Diz

    É o meu auxilio foi bloqueado o dinheiro sem ter motivo nem um ter por ke moro sozinha com as duas filhas minha dos ke tá com desconformidade com a lei a itálico não tem motivo nem um fazem isso só pra Janete não pegar

  15. Ítalo Régis Vieira dos Santos Diz

    Parabéns por ter essa plataforma de notícia funcionando. A população em geral só agradece por essa ótima iniciativa.

    1. Cristina Diz

      É só colocar esse renda Brasil logo de pelo menos 300 reais . Mais da sim pra ajudar o povo e os bens dos traficantes q o governo passa a mão afinal até pra tirar uma carteira o pobre se lasca e não foi aprovado para 10 anos tirar a carteira de novo então o pobre só se ferra sendo q é nós que paga tudo pra VCS ,temos sim direito .intendo q o Bolsonaro não tem culpa disso porém ninguém faz questão de ajudar sabe por se o lula não tivesse roubado o tanto de dinheiro q ele roubou nós poderia receber até 2030 kkkkk esse auxilio

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?