Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Fenacon pede prorrogação do parcelamento do FGTS

Apesar da 1ª parcela vencer hoje, o sistema apresentou instabilidade durante todo o dia

A Fenacon, Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, enviou ofício para que o prazo de recolhimento do parcelamento do FGTS seja prorrogado. A primeira parcela vence nesta terça-feira, 7 de julho. O sistema, entretanto, apresentou instabilidade durante todo o dia.

A Medida Provisória 927/2020 permitiu a prorrogação do recolhimento do FGTS de março, abril e maio. A prorrogação aconteceu por causa da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Várias empresas alegaram ter dificuldade para fazer o pagamento da primeira parcela. A instabilidade foi sentida no site Conectividade Social, da Caixa. Quem optou pela suspensão até o dia 20 de junho definida na Medida Provisória pode pagar o valor referente a março, abril e maio em seis parcelas.

Na última sexta-feira, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) também enviou ofício pedindo que o prazo fosse ampliado. O conselho também alegou a instabilidade no sistema, o que dificultou o recolhimento do imposto.

A Fenacon, por sua vez, publicou em seu site que “solicitou à Caixa a imediata postergação do prazo para pagamento da primeira parcela, que vence no próximo dia 7 de julho, assim como todas as parcelas subsequentes”. A Fenacon falou sobre diversos erros no site, como problemas nos valores e falhas em carregamento das páginas.

Sobre ampliar o prazo, a Caixa Econômica Federal respondeu:

“Quanto à prorrogação do prazo para o pagamento, esclarecemos que a CAIXA, na qualidade de Agente Operador do FGTS, cumpre com as determinações legais e adota as providências necessárias para operacionalização do Fundo de Garantia. Conforme estabelece a MP 927/20, o pagamento das obrigações referentes às competências março, abril e maio de 2020 deve ser quitado em até seis parcelas mensais, com vencimento no sétimo dia de cada mês, a partir de julho de 2020”.

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?