Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa faz PAGAMENTO de R$ 246 milhões do auxílio de R$600 neste sábado

No total, serão realizados 311.637 créditos em contas da Caixa e 93.526 em contas de outros bancos

Neste sábado (16) a Caixa Econômica Federal disponibilizará R$ 246 milhões do auxílio emergencial para 405.163 mil pessoas. No total, serão realizados 311.637 créditos em contas da Caixa e 93.526 em contas de outros bancos.

Desde o início do pagamento do auxílio, no dia 9 de abril, o número de pessoas que tiveram o benefício creditado pela Caixa ultrapassou 50 milhões, num total de R$ 35,7 bilhões, já considerando os créditos deste sábado.

Até o início da tarde da última quinta-feira, um total de 52,6 milhões de cidadãos se cadastraram para solicitar o benefício. O site auxilio.caixa.gov.br ultrapassou a marca de 862,5 milhões de visitas e a Central Exclusiva 111 registra mais de 159 milhões de ligações.

O aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial registra 82,2 milhões de downloads e o aplicativo Caixa Tem, para movimentação da poupança digital, supera a marca de 88 milhões de downloads.

Caixa TEM e o saque em dinheiro

A Caixa orienta que os beneficiários que recebem o auxílio emergencial pela poupança social digital, atualizem o Caixa Tem na loja de aplicativos. Além da alternativa para saque sem cartão, a nova versão também possibilita maior número de acessos simultâneos.

Após a configuração, o gerenciador de acessos tem a capacidade para atender 5 mil usuários por minuto. Essa configuração está garantindo a estabilidade do serviço, com uma espera média de 1 minuto.

Aqueles que receberam o recurso na poupança social digital, já podem fazer o saque do benefício em espécie. A operação é realizada nos caixas eletrônicos da Caixa, lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, de forma escalonada, de acordo com o mês de nascimento.

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

Desde já, a proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

  1. O cidadão, enfim, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  2. Dessa forma, na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  4. 4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  6. Após isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH;
  10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  11. Em conclusão, na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: Dois saques do PIS/PASEP são liberados com valor de até R$1.045

Leia Também:

brasil 123  
10 Comentários
  1. Debora Diz

    Fiz o cadastro no primeiro dia quando saiu eu inconclusivo,refiz e até hoje está em análise.Já saiu a segunda parcela e até hoje nem sai do análise.Os critérios de vocês são meio duvidoso como pode a pessoa que está na esperança de receber o benefício ao vem um bandido que recebeu e ainda faz churrasco.Essa história com certeza não foi a única.Não é a gripe que vai matar o povo não é descaso de vocês

  2. Simone Diz

    Parabéns pra quem escreveu isso, aí sábado segunda e terça lota a caixa econômica e a culpa é da caixa econômica que não se organiza, por que não posta então que vai ser liberado pelo número do nis, poxa povo porque não ajuda em vez de atrapalhar..

  3. Nelma Diz

    Oi Boa tarde Meu auxílio emergencial foi aprovado na primeira etapa do cadastro no auxílio emergencial
    E agora não consigo receber o benefício tenho um filho com doenças crônicas
    Já fui na caixa várias vezes para resolve esse erro que o sistema cometeu
    Com minha pessoa

  4. Tiago Diz

    Meu filho nora comigo eu recebo o dele

  5. Maria Aparecida Diz

    Minhas filhas estão desempregadas,uma delas teve um bebê a três meses e o marido está desempregado e ainda está em análise.A minha outra filha está desempregada e o marido não ganha nem um salário mínimo e meio e foi rejeitado dizendo que ultrapassava o teto ,um absurdo ou seja não estão respeitando os próprios critérios.

    1. Ilda costa Diz

      Diseram que tinha aprovaram os cadastro que estavam em análise no último sábado.
      O meu fiz no fim de abril até hoje dia 20/05 em análise. Pouca vergonha uma coisa dessa gente.

  6. Mauro Meneguzzi Diz

    Mó meu caso eu foi aprovado e já resebi a primeira parcela do auxílio seiscentos reais e tenho conta poupança na caixa federal alguém sabe me dizer se a segunda parcela do auxílio seiscentos reais vai cair na minha conta poupança na caixa federal 👍🇧🇷👆

    1. Kevin Diz

      A segunda e terceira parcela cairam automaticamente na conta de quem recebeu a primeira parcela via depósito na caixa de acordo com o mês de aniversário à partir da próxima segunda-feira dia 18.

  7. Maria Albene Lima de Oliveira Diz

    O meu auxilio continua em processamento. Meu deus eu preciso tanto.

    1. Rafael pereira couto poschi Diz

      Meu tambem era ate hoje seguen anales

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?