Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Conta de luz: entenda o que são as taxas extras

Você já deve ter se perguntado o que são as taxas extras da conta de luz e porque elas são cobradas, certo? Pois bem entenda a nova bandeira criada e o que significa cada uma delas.

A ideia é que as famílias tenham mais informações sobre o quanto a conta de luz pode estar mais cara ou barata, por exemplo.

“Com as bandeiras tarifárias, o consumidor ganha um papel mais ativo na definição de sua conta de energia. Ao saber, por exemplo, que a bandeira está vermelha, o consumidor pode adaptar seu consumo e diminuir o valor da conta (ou, pelo menos, impedir que ele aumente)”, explica a Aneel.

O que são as taxas extras da conta de luz?

As taxas extras da conta de luz são um indicativo sobre as condições para geração de energia.

Quando a condição de geração de energia é favorável não há cobrança extra, já quanto produzir energia fica mais caro os custos são repassados aos consumidores por meio do acionamento das bandeiras da conta de luz.

A preferência para geração de energia é sempre utilizar as usinas hidrelétricas, mas quando isso não é possível o governo precisa buscar alternativas entre elas a exportação e a geração pelas usinas termelétricas, ambas mais caras.

Veja os valores de cada uma delas:

  • Bandeira amarela – R$ 1,874 por 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos;
  • Bandeira vermelha – R$ 3,971 por 100 kWh consumidos;
  • Bandeira vermelha patamar 2 – R$ 9,492 por 100 kWh consumidos;
  • Bandeira escassez hídrica – R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

Racionamento de energia

Ainda não se sabe se um racionamento de energia vai acontecer, mas a possibilidade não é descartada por especialistas da área. O governo passou a admitir a possibilidade, que até então era negada e descartada a todo momento.

O primeira a admitir o racionamento foi vice-presidente Hamilton Mourão, nesta quarta-feira (01). “O que eu tenho acompanhado é que o governo tomou as medidas necessárias, criou uma comissão para acompanhar e tomar as decisões a tempo e a hora no sentido de impedir que ocorra isso aí que você [repórter] colocou, que haja apagão. Agora, pode ser que tenha que ocorrer algum racionamento”, declarou Mourão em coletiva.

O governo também está oferecendo descontos para famílias que economizarem energia em pelo menos 10%. A ideia é incentivar a diminuição do consumo. Outra alternativa é um programa criado para as empresas se cadastrarem.

Especialistas analisam que o problema energético no país não é de hoje e que faltam investimentos em usinas eólicas, por exemplo. A geração de energia pelas termelétricas, por exemplo, encarecem a conta de luz por que custam mais que o dobro da produção da energia elétrica.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.