Consultas do dinheiro esquecido em site do Banco Central: 79% não tem o que receber

De acordo com o Banco Central do Brasil, mais de 10 milhões de brasileiros e empresas possuem dinheiro esquecido em alguma instituição bancária. Desse modo, foi lançado o SVR (Sistemas de Valores a Receber), onde é possível realizar uma consulta apenas com o número do CPF/CNPJ e data de nascimento.

O SVR será realizado em algumas fases. Sendo assim, na fase inicial foi liberada a consulta de R$ 4 bilhões. Esse valor deve devolver dinheiro esquecido em bancos a aproximadamente 28 milhões de cidadãos, sendo 26 milhões PF e 2 milhões PJ. Apesar disso, dados do Banco Central revelam que mais de 79% das consultas não possuem saldo a receber.

O BC ainda informa que não existe um valor específico para receber e que os saldos variam muito entre um beneficiário e outro, podendo haver dinheiro ou não. Desta forma, não foi divulgado um valor médio do dinheiro esquecido nos bancos.

Saiba como consultar um dinheiro esquecido

Para consultar um dinheiro esquecido por meio do Sistemas de Valores a Receber, é preciso acessar o site https://valoresareceber.bcb.gov.br/, desenvolvido pelo BC. Na página estão disponíveis as datas para consulta e resgate de valores. Confira o calendário a seguir:

Data de nascimento (PF) ou de criação (PJ) Período de agendamento (consulta e resgate) Data de repescagem (para quem perder a data agendada)
Antes de 1968 7 a 11/3 12/3
Entre 1968 e 1983 14 a 18/3 19/3
Após 1983 21 a 25/3 26/3

 

Na data informada pelo BC os cidadãos devem preencher o CPF/CNPJ e data de nascimento ou data em que a empresa foi criada. Será necessário fazer login no gov.br para acessar o sistema. Por fim, basta consultar o saldo existente e solicitar a transferência para uma conta em uso.

É importante saber que todos os procedimentos serão realizados exclusivamente por meio do portal citado anteriormente, ou seja, o Banco Central não envia links e nem entra em contato direito com a população.

É possível consultar valores de familiares falecidos?

É possível sim consultar um dinheiro esquecido por familiares falecidos, desde que se tenha em mãos o número de CPF e data de nascimento do falecido ou CNPJ e data de abertura da empresa. A consulta pode ser feita mesmo que a empresa já tenha sido fechada.

Os procedimentos para devolução de recursos em caso de falecimento ainda não foram divulgados pelo Banco Central. Apesar disso, o BC deve divulgar em breve mais informações sobre o resgate por terceiros.

Entenda o valores a serem devolvidos

A primeira fase desse serviço deve devolver cerca de R$ 4 bilhões a pessoas físicas e jurídicas. De acordo com o Banco Central, nesta fase devem ser devolvidos recursos de contas-correntes ou poupanças encerradas com saldo disponível, tarifas/parcelas cobradas indevidamente, cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito e por fim, recursos não procurados de consórcios encerrados.

A partir de maio de 2022 também será devolvido dinheiro esquecido fruto de contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerrada com saldo disponível, contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras de títulos e valores imobiliários encerradas também com saldo disponível.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.