Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Conheça o que é poesia ecfrástica

A poesia ecfrástica explora a arte. Usando um recurso retórico conhecido como ekphrasis, o poeta se envolve com uma pintura, desenho, escultura ou outra forma de arte visual. Poesia sobre música e dança também pode ser considerada um tipo de escrita ecfrástica.

O termo ekphrastic, a saber, origina-se de uma expressão grega para descrição. Os primeiros poemas ekphrastic eram relatos vívidos de cenas reais ou imaginárias.

Por meio do uso efusivo de detalhes, os escritores da Grécia antiga aspiravam a transformar o visual em verbal. Os poetas posteriores foram além da descrição para refletir sobre significados mais profundos. Hoje, a palavra ekphrastic pode se referir a qualquer resposta literária a uma obra não literária.

Abordagens para a poesia ecfrástica

Mais de 2.000 anos atrás, poetas épicos usaram esse conceito para ajudar o público a visualizar batalhas lendárias. Eles criaram uma pintura de palavras vívidas.

Por exemplo, o Livro 18 da Ilíada (cerca de 762 a.C) inclui uma longa descrição visual detalhada do escudo que Aquiles carregava. O autor da Ilíada (considerado um poeta cego conhecido como Homero) nunca viu o escudo. Ekphrasis na poesia épica geralmente descrevia cenas e objetos que eram apenas imaginados.

Desde a época de Homero, os poetas desenvolveram muitas maneiras diferentes de interagir com a arte. Eles analisam a obra, exploram significados simbólicos, inventam histórias ou até mesmo criam diálogos e cenas dramáticas. A obra de arte frequentemente levará o poeta a novos insights e descobertas surpreendentes.

O assunto do poema ecfrástico, a saber, pode ser sobre uma obra de arte real ou um objeto ficcional como o escudo de Aquiles. Às vezes, além disso, responde a uma obra que já existiu, mas agora está perdida, destruída ou distante.

Não existe uma forma estabelecida para a poesia ecfrástica. Qualquer poema sobre arte, seja rimado ou não, verso métrico ou livre, pode ser considerado ecfrástico.

Exemplo

A poetisa Anne Sexton (1928–1974) e o artista Vincent van Gogh (1853–1890) lutaram contra demônios privados.

O poema de Anne sobre “A Noite Estrelada” do pintor, por exemplo, apresenta uma cena sinistra: A noite é uma “besta que corre” e um “grande dragão” que “ferve com onze estrelas”.

Identificando-se com o artista, ela expressa um desejo de morte e um desejo de se fundir com o céu:

“Oh noite estrelada! É assim que
eu quero morrer.”

O curto poema em verso livre menciona detalhes da pintura, mas o foco está na resposta emocional do poeta. Em vez de descrever desapaixonadamente o trabalho de Van Gogh, Anne Sexton se envolve com a pintura de uma forma altamente pessoal.

 E então, você entendeu o que é uma poesia ecfrástica?

Não deixe de ler também – Dicas de autores para quem quer começar a ler poesia

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.