Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Conheça a história de Malala Yousafzai

Você sabe quem é Malala?

Malala Yousafzai é uma jovem paquistanesa de 23 anos que possui um grande destaque no cenário internacional contemporâneo devido ao seu ativismo. 

A jovem pode ser utilizada como repertório em diversos temas de redação, mas principalmente aqueles que abordam a luta pela educação. Ainda, questões sobre as suas atitudes em seu país podem aparecer em provas de Atualidades.

Malala Yousafzai: Introdução

Malala Yousafzai é uma ativista pelos direitos das crianças e pelo direito à educação. Nascida em 1997, a jovem paquistanesa tornou- se mundialmente conhecida após sofrer um atentado por parte do grupo político Talibã, devido à sua luta pelo direito de estudar.

Malala Yousafzai: A Luta pela Educação

A jovem Malala sempre frequentou a escola, desde criança, algo que não era comum para uma menina no Paquistão. Isso porque, seu pai, Ziauddin Yousafzai, tinha uma escola e sempre incentivou a filha a se dedicar aos estudos. Embora tenha nascido em uma sociedade caracterizada pelo machismo, Malala sempre foi admirada por sua família.

Malala é natural do Vale do Swat, região que fica no norte do Paquistão. Aos 10 anos, a garota viu o Talibã, grupo islâmico radical, dominar o território e impor uma série de regras totalitárias. Com o novo governo, escolas para meninas foram fechadas e a violência aumentava a cada dia na região.

Aos 11 anos, Malala criou um blog em que defendia o direito das meninas de estudarem e sempre recebeu o apoio de seu pai e de sua mãe, Tor Pekai Yousafzai, para tal. Aos 12 anos, a jovem passou a ir para a escola escondida, uma vez que o direito de estudar havia sido negado às meninas. 

Seus textos no blog e os posicionamentos foram, aos poucos, adquirindo repercussão mundial, ao mesmo passo que seu pai também se posicionava ao lado da filha na luta pelo direito à educação e pela expulsão do Talibã da região. Em pouco tempo, Malala foi convidada a dar entrevistas para emissoras estrangeiras, com o objetivo de dar voz à sua luta. 

Malala Yousafzai: O atentado

Em 2010, Malala começou a receber ameaças de morte das diversas milícias que comandavam a região. A garota não abandonou a sua luta, mas passou a buscar meios de se proteger enquanto usava as palavras para lutar por aquilo que acreditava.

Porém, aos 15 anos, em 2012, o ônibus em que Malala estava quando voltava para casa após a aula foi parado. 

Homens entraram no ônibus e procuraram pela menina que, ao ser identificada, recebeu três tiros na cabeça. A garota foi imediatamente socorrida e conseguiu sobreviver. Depois desse episódio, Malala precisou se exilar com sua família na Inglaterra.

Sem nunca abandonar as suas crenças, costumes e luta, Malala é, até os dias de hoje, símbolo da luta pela educação em todo o mundo. Em 2013, a jovem publicou um livro contando sua história e, em 2020, se formou em Filosofia, Política e Economia pela Universidade de Oxford.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.