Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Congressistas querem auxílio emergencial de R$ 300 até 2021

O auxílio emergencial chega ao fim em dezembro de 2020. Mas congressistas defendem que o o decreto de calamidade pública seja prorrogado por mais três meses; esse decreto chega ao fim também no último dia do ano. Se o estado de calamidade pública for estendido, uma prorrogação do auxílio seria mais fácil de acontecer.

Os congressistas defendem uma nova prorrogação do programa enquanto o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) não consegue tirar o Renda Cidadã do papel. Essa extensão do programa já havia sido citada no debate da comissão mista, que analisa os gastos com o combate à pandemia. O debate aconteceu no início deste mês.

Vanderlan Cardoso, vice-líder do PSD no Senado e da comissão da reforma tributária e base aliada, afirmou que é favorável à prorrogação, embora saiba que o governo de Bolsonaro é contra.

A última vez que o presidente Bolsonaro se pronunciou sobre uma possível prorrogação do auxílio foi em evento em Foz do Iguaçu, no Paraná. Na ocasião, o presidente negou mais uma vez a intenção de prorrogar o programa feito para os trabalhadores mais vulneráveis do Brasil.

Ao se mostrar contrário, Bolsonaro defendeu o trabalho e afirmou que “ninguém vive dessa forma”, ao se referir aos programas emergenciais feitos para ajudar os brasileiros durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. O presidente afirmou ainda que uma prorrogação do auxílio seria “o caminho certo para o insucesso”. “Nada mais dignifica o homem do que trabalho, é o que nós precisamos. Temos internamente os nossos problemas, ajudamos o povo do Brasil com alguns projetos, por ocasião da pandemia. Você [Benítez] fez o mesmo no Paraguai, aqui do lado”, disse ele, se referindo ao presidente do Paraguai.

De acordo com Paulo Guedes, ministro da Economia, o auxílio emergencial só voltaria a ser pago no Brasil se houvesse uma segunda onda da pandemia.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

5 Comentários
  1. Luciana Andreia De Oliveira Diz

    A segunda onde ??? Isso e uma piada !? Só se for a terceira onda ,esse auxílio não pode ser tirado assim não gente ,se for cortado muitos brasileiros vão morrer de fome ,triste realidade no pais ,pois a pandemia esta longe de ACABAR !

  2. Alexsandra Diz

    Só precisa quem recebe o bolsa pq nois aqui desempregado sem bolsa recebemos só 5 parcelas não por nois e sim pela demora de aprovar e acabou adiantando algumas e deixando o mês de dezembro sem nada p trabalhadores e aí quem não tem de lado nehu morre .adiantasse as parcelas ou desse até acabar cm as noves como tdos de bis recebeu .

  3. Aline Oliveira Diz

    Vamos ajudar a população minha gente!! A pandemia ainda não passou, e muitas pessoas ainda continuam desempregado…

  4. Gracias. Diz

    Segunda onda do covid no Brasil já está acontecendo e chegou forte e as autoridades até agora não resolveram nada sobre as vacinas.

  5. Laurilene de Araujo Diz

    Esses cachorro sabe que a segunda onda esta ai e nao fazem nada. Eles acham que tem que esperar o povo morrer pra fazer o que eles querem esperar a vacina que nao vai ser agora. O certo e o correto era so tirar o auxilio emergencial quando todos mundo estiver tomado essa vacina. Mas esses fulero so lensam neles queria ver se fosse parente deles que estivesse precisando desse auxilo para sobrevivir. Sei que ja passamos por muita coisa e sobrevivemos sem esse dinheiro. Mas sabemos tbem que nunca passamos por isso muito desemprego familia em situacao vuneravel. Por isso tem que pensar muito e prorrogar o auxilio ate a vacina chega e todos tiver tomado. E outra o dinheiro nao sai do bolso deles sao do povo que paga seus imposto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.