Confirmado: Lucro da CAIXA sobe mais de 3% e atinge quase R$5 bilhões; confira

Sem dúvida alguma, a Caixa Econômica Federal é um dos maiores bancos brasileiros, que, semestralmente, lucra valores considerados exorbitantes por muitas pessoas. Recentemente, algo semelhante ocorreu, sendo que a instituição financeira atingiu 3,2% a mais de lucro, do que comparado com o primeiro semestre do ano passado.

Essa porcentagem, apesar de parecer baixa em um primeiro momento, reflete um crescimento exponencial, que resultou em um lucro total de R$ 4,5 bilhões apenas no primeiro semestre deste ano.

O crescimento foi ainda mais significativo se levarmos em conta o segundo trimestre do ano, ou seja, de abril a junho: durante esse período, o banco lucrou R$ 2,6 bilhões de reais, o que, na prática, significa uma alta de 40,9% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Números elevados chamam a atenção dos clientes

Que os grandes bancos carregam numerosos lucros, isso não é novidade. Em se tratando da Caixa Econômica Federal, temos ainda outros dados bastante relevantes sobre a lucratividade nesse primeiro semestre:

  • A carteira de crédito total da Caixa fechou em junho no valor de R$ 1,062 trilhão, o que representou uma alta de 14,4% em 12 meses;
  • A Caixa também concedeu os significativos R$ 259,1 bilhões de empréstimos no primeiro semestre, o que representou um crescimento de 8,5% na concessão de crédito, em comparação ao mesmo período do ano passado;
  • Os financiamentos imobiliários são os mais significativos quando pensamos nos números da Caixa, correspondendo a 67,5% dos financiamentos desse setor que aconteceram em todo o país, apenas no primeiro semestre;
  • Segundo o banco, a estimativa é que 1,3 milhão de pessoas foram beneficiadas com a casa própria no primeiro semestre de 2023, o que também resultou na criação de mais de meio milhão de empregos novos.
Confirmado: Lucro da CAIXA sobe para mais de 3% e atinge quase R$5 bilhões; confira
Confirmado: Lucro da CAIXA sobe mais de 3% e atinge quase R$5 bilhões; confira. Foto: Canva.

Sem dúvidas, são números e informações que, muitas vezes, é difícil assimilar e compreender. Ao mesmo tempo, todos esses dados trazem à tona o crescimento exponencial de grandes bancos que já são consolidados em nosso país.

Em contrapartida, não podemos nos esquecer de que apesar de o lucro da Caixa ter crescido no primeiro semestre, a existência da inadimplência ainda é uma realidade, como veremos a seguir.

O lucro aumentou, mas a inadimplência também

A Caixa também divulgou informações importantes sobre a inadimplência que, inevitavelmente, faz parte do mercado financeiro. Para o cálculo, foram consideradas as inadimplências com mais de 90 dias de atraso. Os dados apontam que esse tipo de falta de pagamento subiu 1,73% no primeiro semestre de 2022 e, em 2023, esse número subiu para 2,71%.

Com relação aos créditos concedidos para a compra de imóveis, o banco relatou que a grande maioria dos pagamentos vêm ocorrendo normalmente, ou seja, os clientes têm pagado os valores, mesmo em situações consideradas notas “B e C”, que indicam um maior risco de o cliente deixar de pagar as parcelas.

O total de financiamentos que têm notas boas é de 95% dentro do setor imobiliário. Este também apresentou apenas 2,1% de operações que apresentam vencimento há mais de 90 dias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.