Confirmado GRANDE PRESENTE para quem tem a nota de R$1 na carteira

O mercado de itens colecionáveis, especificamente de cédulas e moedas raras tem sido bastante movimentado pelos especialistas.

O mercado de itens colecionáveis, especificamente de cédulas e moedas raras tem sido bastante movimentado pelos especialistas. Hoje, tanto os colecionadores quanto aqueles que possuem os itens guardados podem receber um grande valor.

Segundo os numismatas, a nota de R$ 1, que esteve em circulação no Brasil no início do Plano Real, de 1994 até o ano de 2005, tem sido bastante procurada. A saber, a Casa da Moeda substituiu a cédula por moeda de R$ 1, dessa forma, a nota se tornou muito rara e, por consequência, mais valiosa para os colecionadores.

Cédula de R$ 1 que pode valer R$ 275

Inicialmente, é importante ressaltar que a nota rara de um R$ 1 procurada pelos colecionadores é de cor verde e possui o desenho da Efigie da República e de um beija-flor. Entretanto, também é necessário que tenha as letras BA no seu registro de série.

Ademais, é preciso que a cédula tenha a assinatura de Pedro S. Malan e Gustavo J. L. Loyola. Peças com essas características fazem parte das séries que vão de 0001 até 0072. Atualmente, o item pode ser vendido por R$ 275.

Moeda de R$ 1 pode valer R$ 7 MIL

Além da cédula, algumas moedas são consideradas raras por seus detalhes únicos e por serem de difícil acesso por não circularem mais.

Especialistas informam que a nota de R$ 1 emitida pelo Banco Central para as Olimpíadas do Rio em 2016 é uma das mais procuradas, atualmente. O seu valor pode chegar a até R$ 7 mil.

Como já mencionado, a moeda de R$ 1 mais procurada se trata da que foi criada pelo Banco Central em 2016, em homenagem às Olimpíadas no país. No entanto, de acordo com informações, a moeda de 1 real considerada mais rara é a entrega da bandeira, que foi emitida para homenagear a passagem dos jogos olímpicos em Londres, no ano de 2012.

Os colecionadores de notas raras afirmam que a moeda de R$ 1 criada em homenagem às Olimpíadas de 2016 pode valer, atualmente, o valor de R$ 7 mil.

Notas raras mais procuradas em 2023

  • Nota de R$ 5: Um erro de impressão cometido há alguns anos tornou algumas notas da nossa moeda (real) raras. A princípio, entre elas está a cédula de R$ 5, que para os colecionadores, pode chegar até R$ 2 mil no mercado. Esse erro consiste em um sinal de asterisco em frente ao número de série.
  • Nota de R$ 10: As antigas notas de plásticos emitidas no ano 2000 em comemoração aos 500 anos de descobrimento do Brasil podem custar até R$ 150. O item é cheio de detalhes referentes ao descobrimento e ao contexto histórico.
  • Nota de R$ 50: Os colecionadores também estão à procura da cédula sem a frase: “Deus seja louvado”, perto da numeração. Além dela, outro item raro é a nota com a assinatura do ministro da fazenda Pérsio Arida, que ficou poucos meses no cargo. Ambas podem valer até R$ 4 mil.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.