Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Distrito Federal: Governo vai chamar mais de 500 aprovados em concursos da Educação até maio

Excelente notícia para os candidatos aprovados nos últimos concursos da Educação no Distrito Federal. O governador local, Ibaneis Rocha, determinou o chamamento de nada menos que 522 aprovados nos últimos editais da pasta.

De acordo com o governo, serão chamados até o final do mês, 234 orientadores educacionais aprovados no concurso público realizado em 2014. Além disso, serão chamados mais 54 professores aprovados em um concurso de 2016.

Os outros 234 orientadores educacionais aprovados no último concurso deverão ser convocados até maio de 2019, quando encerra a validade do concurso. O anúncio atende alguns dos pleitos da categoria e faz parte do SOS DF Educação, plano de ações da pasta que será anunciado nos próximos dias.

“O máximo que puder eu vou nomear”, disse o governador

O governo informou que o impacto das primeiras nomeações na folha de pagamento do Executivo deverá ser de R$ 46 milhões anuais. O número de convocados no concurso 2014 foi determinado pelo edital na época como o mínimo previsto para suprir a carência desses profissionais nas escolas públicas do Distrito Federal. Quanto ao concurso de 2016, outros classificados já haviam sido chamados na gestão passada.

Novas nomeações para ainda este ano serão estudadas. “O máximo que puder eu vou nomear”, disse Ibaneis.

Orçamento prevê preenchimento de 10 mil vagas

A Secretaria de Educação do DF também poderá abrir mais vagas ou preencher com servidores aprovados em concursos em andamento. A pasta foi contemplada na Lei de Diretrizes Orçamentárias do Distrito Federal para o ano de 2019, com 10.049 vagas.

O orçamento prevê preenchimento de vaga nos cargos de pedagogo – orientador educacional (600); analista de gestão educacional (150); agente de gestão educacional (4.000); professor de educação básica (2.849); monitor de gestão educacional (350); técnico de gestão educacional (600); técnico de gestão educacional especialidade secretário escolar (1.500).

Sobre

A Secretaria visa proporcionar uma educação pública, gratuita e democrática, voltada à formação integral do ser humano para que possa atuar como agente de construção científica, cultural e política da sociedade, assegurando a universalização do acesso à escola e da permanência com êxito no decorrer do percurso escolar de todos os estudantes.

A pasta tem objetivo de oferecer serviço educacional com qualidade necessária ao êxito do processo de ensino-aprendizagem, de modo a gerar a satisfação dos atores envolvidos (profissionais de educação e estudantes) e a garantir a igualdade de oportunidades, com vistas à construção da cidadania.

Os objetivos estratégicos são: Ampliar significativamente o atendimento em todas as etapas e modalidades de ensino, prioritariamente para a Educação Infantil (0-5 anos), de modo a promover um ambiente escolar com infraestrutura favorável ao ensino e às aprendizagens. Democratizar o acesso à rede pública de ensino e assegurar a permanência, com êxito, dos estudantes, por meio da melhoria do fluxo e, sobretudo, da garantia das aprendizagens, de modo a promover condições de igualdade de oportunidades com vistas à construção da cidadania. Promover a melhoria dos indicadores da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal por meio de ações que contemplem as dimensões de equidade, relevância, pertinência, eficácia e eficiência. Fortalecer o sistema público de ensino por meio da valorização, da formação, continuidade e da otimização do quadro de profissionais; e assegurar a gestão participativa e democrática. Implantar e implementar sistema de avaliação e monitoramento da Rede de Ensino com vistas à garantia do direito às aprendizagens dos estudantes do Distrito Federal.

Leia Também:

top planilha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.