Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Concurso TRT SC 2023: comissão de estudos é formada

O Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TRT SC) para o preenchimento de vagas no órgão. Foi divulgada no Diário da Justiça Eletrônico, edição do dia 15 de julho, a comissão de estudos do próximo certame do órgão.

O grupo de trabalho formado conta com os seguintes servidores:

  • Exmo. Sr. Desembargador do Trabalho Amarildo Carlos de Lima – presidente;
  • Ana Paula Volpato Wronski – membro;
  • Carlos Eduardo Tiusso – membro;
  • Fabiana Vieira de Linhares – membro;
  • Valdir Luiz da Cunha – membro;
  • Fábio Peters Sabino – membro;
  • Roberto Ortiz – membro;
  • Fernando Schlickmann Oliveira Souza – membro;
  • Cláudia Voigt Espinola – membro; e
  • Carmen Rodrigues Schmidt da Veiga – secretária da comissão.

Previsto para este ano, o edital vai ficar para depois. Segundo informações do órgão, o TRT-SC manterá os estudos, porém visando edital somente em 2023, no segundo semestre.

A decisão de não abrir o edital TRT-SC veio na semana passada e foi comunicada agora pelo tribunal. De acordo com o órgão, o aval visava realizar um concurso apenas com cargos na área de de Tecnologia da Informação (TI).

“No entanto, a Administração optou por preencher essas vagas através de redistribuição e aproveitamento de servidores, descartando a possibilidade de um novo certame.”

O concurso, que já tem comissão formada (veja abaixo), vai manter a comissão que foi formada e seguir realizando os estudos. A estimativa é abrir um novo edital a partir de setembro de 2023, com vagas em cargos de técnicos e analistas, contemplando diversas áreas.

Esse é o objetivo, conforme despacho assinado pelo presidente do TRT12, desembargador José Ernesto Manzi.

Comissão formada

Foi divulgado no Diário Eletrônico, edição do dia 20 de maio, a portaria que forma a comissão organizadora do certame.

O grupo de trabalho conta com a seguinte composição:

  • Exmo. Sr. Desembargador do Trabalho Amarildo Carlos de Lima – presidente;
  • Ana Paula Volpato Wronski, Analista Judiciária, Área Judiciária – exercente do cargo em comissão de Diretora-Geral da Secretaria – Diger – Membro;
  • Carlos Eduardo Tiusso, Analista Judiciário, Área Judiciária, exercente do cargo em comissão de Secretário-Geral da Presidência – SEGEP – Membro;
  • Fabiana Vieira de Linhares, Técnica Judiciária, Área Administrativa, exercente do cargo em comissão de Diretora da Secretaria de Gestão de Pessoas – SGP – Membro;
  • Valdir Luiz da Cunha, Técnico Judiciário, Área Administrativa, exercente do cargo em comissão de Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação – SETIC – Membro;
  • Gustavo Bestetti Ibarrra, Técnico Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Operação de Computadores, exercente do cargo em comissão de Diretor da Secretaria de Gestão Estratégica – SEGEST – Membro;
  • Gelson Afonso Binotto, Técnico Judiciário, Área Administrativa, exercente do cargo em comissão de Secretário da Corregedoria – SECOR – Membro;
  • Fernando Schlickmann Oliveira Souza, Técnico Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Operação de Computadores, exercente do cargo em comissão de Diretor do Serviço de Licitações e Compras – SELCO – Membro;
  • Cláudia Voigt Espinola, Analista Judiciária, Área Apoio Especializado, Especialidade Serviço Social, exercente do cargo em comissão de Diretora da Divisão de Formação Técnico-Administrativa e Gerencial – DIFTAG – Membro;
  • Carmen Rodrigues Schmidt da Veiga, Analista Judiciária, Área Administrativa, exercente do cargo em comissão de Diretora do Serviço de Desenvolvimento de Pessoas – SEDEP – Secretária da Comissão.

TRT-SC vai aguardar o fim da validade do concurso em vigor

Segundo informações do TRT-SC, atualmente há um concurso válido até 15 de setembro de 2023. A seleção foi aberta para:

  • técnico judiciário, área administrativa;
  • analista judiciário, área administrativa, sem especialidade;
  • analista judiciário, área judiciária, sem especialidade; e
  • analista judiciário, área judiciária, especialidade oficial de justiça.

O concurso chegou a ter o prazo de validade suspenso por conta da pandemia, mas já foi retomado e segue válido.

Dessa forma, o tribunal vai aguardar o atual concurso encerrar para poder divulgar um novo edital com mais cargos, além da área de Tecnologia da Informação (TI).

Último concurso TRT SC

O último edital do concurso TRT-SC para servidores foi divulgado em 2017. Na ocasião, sob organização da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a seleção trouxe vagas para técnico judiciário e analista judiciário, de níveis médio e superior, respectivamente.

As vagas do concurso foram para contratação imediata e formação de cadastro reserva.

Foram 03 vagas imediatas e formação de cadastro reserva em cargos de ensino médio e superior. O documento de abertura foi publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho (DEJT).

O concurso trouxe 01 (uma) vaga e Cadastro de Reserva para o cargo de Técnico Judiciário, Área Administrativa, de Nível Médio, de Cadastro de Reserva para o cargo de Analista Judiciário, Área Administrativa, Sem Especialidade, de 01 (uma) vaga e Cadastro de Reserva para o cargo de Analista Judiciário, Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal, de Nível Superior, e 01 (uma) vaga e Cadastro de Reserva para o cargo de Analista Judiciário, Área Judiciária, Sem Especialidade, de Nível Superior.

O cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativo do TRT de Santa Catarina contou com remuneração total de R$ 6.376,41, por jornada de trabalho de até 40 horas semanais. Já os cargos de Analista Judiciário – Área Administrativa sem Especialidade e Analista Judiciário – Área Judiciária trouxe ganhos de R$ 10.461,90, enquanto o Analista Judiciário – Oficial de Justiça Avaliador tem salário total de R$ 12.180,99. A jornada de trabalho dos analistas é de 40 horas semanais.

Provas

O concurso contou com:

  • a) Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; e
  • b) Prova Escrita Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.

As Provas Escritas Objetivas e as Provas Escritas Discursivas aconteceram nos municípios de Florianópolis, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Itajaí, Joaçaba, Joinville, Lages, Mafra e Tubarão, no estado de Santa Catarina-SC.

A prova objetiva trouxe questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos. Foi considerado aprovado na Prova Escrita Objetiva o candidato que, cumulativamente:

  • a) acertou, no mínimo, 40% (quarenta por cento) das questões do módulo de conhecimentos básicos, ou seja, 12 (doze) questões; e
  • b) acertou, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões do módulo de conhecimentos específicos, ou seja, 25 (vinte e cinco) questões.
5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.