Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (24 votes)

Concurso SEGER ES: comissão é formada para edital de analista

A Secretaria de Gestão e Recursos Humanos do Estado do Espírito Santo tem expectativa de abrir um novo edital de concurso público (Concurso SEGER ES 2022) em breve.

A comissão organizadora do certame já foi formada e, com isso, os preparativos devem avançar. A portaria publicada pela Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos indica que o próximo edital contará com vagas para analistas.

O grupo de trabalho foi anunciado em publicação feita no Diário Oficial do estado desta sexta-feira, 20.

“Instituir Comissão encarregada de planejar, organizar e executar os trabalhos afetos ao Concurso Público para o cargo de Analista do Executivo, do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos.”

O grupo de trabalho formado tem a seguinte composição:

  • Ana Claudia Passos Santos Silva;
  • Ana Maria Ramos Pacheco;
  • Carolina Bueno Cheib;
  • Alaine Birchler;
  • Roseane Nascimento;
  • Thyago Moraes Castro Lima Santos;
  • Zaloar Gomes Pinto.

Agora, com a comissão formada, o próximo passo deve ser o projeto básico do concurso. Após isso, será dado início ao processo de escolha da banca organizadora.

O Concurso SEGER ES

O concurso é aguardado desde 2018, quando a Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos chegou a ter um concurso autorizado. A autorização foi concedida pelo então governador Paulo Hartung, visando o provimento de 125 vagas. Todavia, o certame não foi publicado.

Do total de vagas, 90 estavam previstas para serem abertas para o cargo de Assistente de Gestão e 35 para Analista Executivo, de nível médio e superior, respectivamente.

O concurso SEGER-ES prevê oferecer 90 vagas para o cargo de Assistente de Gestão, com requisito de nível médio, com salário de R$1.825,82 e 35 vagas para Analista do Executivo (nível superior), que tem remuneração de R$4.443,60 e é voltado a diferentes formações, dentre elas Administração, Ciências Contábeis, Direito e Economia. Haverá ainda, para ambos os cargos, benefício de auxílio-alimentação no valor de R$300.

O Assistente deverá acompanhar, controlar e executar atividades de nível intermediário relacionadas com as funções de administração de recursos humanos, materiais e patrimoniais, orçamentários e financeiros, bem como as de desenvolvimento organizacional e suporte administrativo; auxiliar a chefia em assuntos de sua competência; realizar atividades que envolvam levantamento de dados; auxiliar a emissão de relatórios técnicos e informações; elaborar e conferir cálculos diversos; elaborar, revisar, reproduzir, expedir e arquivar documentos e correspondências; realizar trabalhos que exijam conhecimentos de informática; outras atividades correlatas.

O Analista do Executivo deverá Planejar, coordenar e supervisionar as atividades de sua competência; elaborar estudos e pesquisas na sua área de atuação; elaborar relatórios, compilar informações e elaborar pareceres nos assuntos relacionados a sua área de atuação; pesquisar dados e proceder estudos comparativos, bem como manter banco de dados específicos, relativos ao setor de trabalho; analisar atos e fatos técnicos e administrativos, apresentando soluções e alternativas; analisar, diagnosticar e avaliar programas, projetos e ações; manter atualizado material informativo de natureza técnica e administrativa, diretamente relacionado com as atividades desenvolvidas pelo setor onde desempenha suas atribuições; executar trabalho de natureza técnica e administrativa pertinente a sua formação, compatíveis com sua área de atuação; entre outras atribuições que constam em sua lei de criação.

Sobre o órgão

A Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger) foi criada por meio da Lei Complementar nº 312, de 30 de dezembro de 2004, e tem por competência: Elaborar estudos para reformulação de políticas no Estado do Espírito Santo; Planejar, coordenar e executar as atividades de recursos humanos, de administração geral e patrimônio; Promover e executar as políticas e diretrizes afetas à modernização institucional no âmbito da Administração Pública estadual; Gerir as despesas de custeio no âmbito da Administração Pública Estadual; Administrar as atividades relativas à licitação e contratação firmadas pela Administração Pública Direta, Autárquica e Funcional, inclusive pregões; Orientar tecnicamente e normativamente os grupos de Administração e de Recursos Humanos; Controlar e fiscalizar as entidades da administração indireta vinculadas à Secretaria; E acompanhar a gestão de liquidação das empresas públicas estatais.

São autarquias vinculadas à Seger: Prodest, DIO e Esesp.

4/5 - (24 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.