Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso PC MS 2021 tem nova autorização de edital para 206 vagas

A Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso PC MS 2021). O decreto de autorização do certame foi republicado. Anteriormente com aval para 250 vagas, agora a corporação conta com autorização para 206 vagas nos cargos de agente, perito e papiloscopista.

A retificação do decreto foi publicada no Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Sul.

“Art. 1º Autoriza-se a realização de Concurso Público de Provas e Títulos, para o provimento de 206 (duzentos e seis) vagas, nas categorias funcionais de Perito Papiloscopista, de Agente de Polícia Cientifica e de Perito Oficial Forense, integrantes das carreiras da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, de acordo com as especificações constantes do Anexo deste Decreto.” Veja a distribuição das vagas:

  • Perito papiloscopista: 42 vagas;
  • Agente de polícia científica: 36 vagas;
  • Perito oficial forense e perito criminal: 75 vagas; e
  • Perito médico-legista: 53 vagas.

O grupo de trabalho formado já foi formado e terá missão de realizar o acompanhamento de todos os trâmites referentes à seleção. A comissão será composta por Roberto Gurgel de Oliveira Silva (presidente), Viviane dos Santos Lima, Paulo Victor dos Santos Oliveira, Paulo Sérgio de Souza Lauretto e José de Anchieta Souza Silva.

Além disso, segundo o texto, também foram nomeados servidores para uma comissão permanente de avaliação específica para cada um dos cargos que serão ofertados no concurso. O certame foi autorizado, conforme informação publicada no Diário Oficial do Estado do dia 03 de março.

O concurso da PC-MS será realizado por meio da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização, conjuntamente com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

O grupo de trabalho (comissão organizadora) terá missão de elaborar o projeto básico do concurso PC-MS 2021, documento em que consta diversas informações básicas sobre a seleção para que as bancas interessadas possam avaliar e encaminhar suas propostas.

Agora, o próximo passo deverá ser a contratação de uma banca organizadora para o concurso. Somente após isso poderá ser feita a publicação do edital do concurso.

O concurso PC MS 2021

Todos os cargos exigem nível superior. No caso do médico-legista, ainda, o candidato deve ser graduado, especificamente, em Medicina.

Caso siga os mesmos requisitos do último edital, os interessados também deverão ter idade mínima de 21 anos e máxima de 45 e CNH a partir da categoria B.

Os salários ainda não foram informados.

Concurso chegou a ser autorizado em 2018

O concurso PC MS já havia sido autorizado em 2018. No entanto, o edital não foi divulgado por conta da contenção de despesas, já que o estado estava acima do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Foi divulgado no Diário Oficial do Estado o decreto que autorizou a realização do certame para os cargos de Perito Criminal, Perito Médico Legista, Perito Papiloscopista e de Agente de Polícia Científica do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

Na época, o Governador do Estado, Reinaldo Azambuja, também havia anunciado o concurso após sancionar projeto de lei que alterou a promoção funcional das carreiras da corporação. Veja o que ele disse:

“Autorizamos o concurso para suprirmos as demandas de todo o Estado, da Capital e do interior”, disse o chefe do executivo estadual ao assinar o documento. Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, os aprovados neste concurso vão suprir, principalmente, demandas do interior do Estado. “O concurso vai contemplar importantes cidades do interior e atender um anseio de toda a Polícia Civil”. Hoje é uma data a ser comemorada e agradecida. É o Governo apoiando a instituição”.

As vagas seriam distribuídas entre os seguintes cargos:

  • Perito Criminal: 40 vagas
  • Perito Médico Legista: 40 vagas
  • Perito Papiloscopista: 40 vagas
  • Agente de Polícia Científica: 50 vagas

Último Concurso PC MS

Em 2017 foi publicado o concurso da corporação com 30 vagas para o cargo de Delegado de Polícia e 180 vagas para o cargo de Agente de Polícia Judiciária, sendo 100 (cem) vagas para a função de Escrivão de Polícia Judiciária e 80 (oitenta) vagas para a função de Investigador de Polícia Judiciária. Na ocasião, a Fundação de Apoio à Pesquisa ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) coordenou o certame.

O último concurso da PC/MS para os cargos autorizados aconteceu em 2013, quando contou com oportunidades para as funções de Perito Criminal, Agente de Polícia Judiciária e Papiloscopista. O concurso contou com sete etapas:

  • Primeira Etapa: Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Segunda Etapa: Prova de títulos, de caráter classificatório;
  • Terceira Etapa: Avaliação Psicológica – Exame Psicotécnico, de caráter eliminatório;
  • Quarta Etapa: Avaliação Médico-Odontológica, de caráter eliminatório;
  • Quinta Etapa: Prova de aptidão física, de caráter eliminatório;
  • Sexta Etapa: Investigação Social, de caráter eliminatório;
  • Sétima Etapa: Curso de Formação Policial, de caráter eliminatório e classificatório.

Na ocasião, o certame exigiu os seguintes requisitos: ter nacionalidade brasileira; ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos completos e, no máximo, 45 (quarenta e cinco) anos completos na data de encerramento das inscrições; comprovar a escolaridade correspondente à habilitação exigida para o exercício do cargo ou função na área de conhecimento estabelecido no edital; estar em pleno gozo dos direitos políticos; estar quite com as obrigações militares e eleitorais; ter boa conduta na vida pública e privada, não ter registro de antecedentes criminais ou condenações criminais definitivas; possuir boa saúde e aptidão física e mental, avaliada por inspeção médica oficial; possuir habilitação para conduzir veículos, comprovada pela Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria “B” (valendo, para tanto, a provisória); possuir qualificação e aptidão específica para o desempenho das atribuições, conforme estabelecido na Lei Complementar n. 114, de 19 de dezembro de 2005.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.