Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Concurso Brigada Militar RS 2021/2022: Banca anuncia edital com 4 mil vagas em breve

Agora, com o contrato entre as partes publicado, a expectativa é que o edital de concurso não demore de ser publicado. Estima-se que o documento de abertura seja aberto entre o fim de 2021 e o início de 2022.

A Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso Brigada Militar RS 2021/2022) em breve para o preenchimento de 4 mil vagas a carreira de Soldado.

De acordo com informações da banca do concurso, o edital será publicado “em breve”. Vale lembrar que o último trâmite, antes da abertura do concurso. Há uma expectativa para o edital sair entre o fim de 2021 e início de 2022.

De acordo com o documento publicado no Diário Oficial, edição do dia 16 de novembro, a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) terá a responsabilidade do edital de concurso público da Brigada Militar-RS.

O concurso vai contar com quatro fases, conforme disposto a seguir:

  • 1ª fase: exame intelectual;
  • 2ª fase: exame de saúde;
  • 3ª fase: exame de capacitação física; e
  • 4ª fase: exame psicológico que será composto por duas etapas – testagem coletiva e entrevista individual.

Agora, com o contrato entre as partes publicado, a expectativa é que o edital de concurso não demore de ser publicado. Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter nível médio completo.

Além da escolaridade, o concurso público da Brigada Militar-RS costuma exigir idade máxima de 25 anos, até o último dia de inscrição no concurso, e altura mínima de 1,65m (homens) e 1,60m (mulheres). O salário inicial gira em torno de R$4 mil mensais.

Últimos editais

Os últimos editais de concurso público Brigada Militar do Rio Grande do Sul para o cargo de Soldado foram publicados em outubro de 2017. Foram 4.550 vagas, sendo 450 foram para o Corpo de Bombeiros e 4.100 para a Polícia Ostensiva.

O certame recebeu, ao todo, 42.520 inscritos. O cargo de Soldado de primeira classe do Corpo de  Bombeiros contou com 6.935 participantes, gerando uma concorrência de 15 pessoas por vaga. No caso de Soldado da primeira classe da Brigada Militar, 35.585 candidatos concorreram ao cargo, que teve concorrência de, aproximadamente, oito pessoas por vaga.

O concurso contou com prova objetiva, com questões de Língua Portuguesa, Legislação Específica, Informática, Matemática, Direitos Humanos e Cidadania e Conhecimentos Gerais.

Foram considerados aprovados nesta Fase os candidatos que conseguiram obter, no mínimo, pontuação igual ou superior a 50 (cinquenta) pontos no somatório das matérias e no mínimo 01 (um) acerto em cada uma. Os candidatos que não atingiram esta pontuação foram automaticamente eliminados do Concurso.

Na época, o salário de Soldado da Brigada Militar equivaleu ao valor de R$ 3.760,54 (três mil setecentos e sessenta reais e cinqüenta e quatro centavos), e demais vantagens, com jornada de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais, exceto no período em que estiver no Curso Básico de Formação Policial Militar, no qual a jornada foi de acordo com o Currículo de Ensino e Regimento Interno das Escolas.

Durante o Curso que lhe dará a Qualificação Policial Militar (QPM), o Soldado de 1ª Classe poderá ficar alojado, com a finalidade de familiarizar-se ao regime da caserna e às atividades militares, de acordo com o Regimento Interno das Escolas de Formação e outras normas da Brigada Militar.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.