Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Concurso ANP: pedido com 107 vagas em análise no Ministério da Economia

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis tem expectativa de abrir um novo edital de concurso público

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis tem expectativa de abrir um novo edital de concurso público (Concurso ANP 2022). Para o certame sair do papel, será necessário aguardar autorização do pedido de concurso junto ao Ministério da Economia.

O pedido de concurso da ANP foi enviado em 2021 e segue válido, segundo a administração. O pleito foi para um total de 107 vagas, distribuídos em cinco cargos, conforme disposto a seguir:

  • especialista em regulação de petróleo e derivados e gás natural (49);
  • especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás natural (19);
  • técnico em regulação de petróleo e derivados e gás natural (oito);
  • analista administrativo (23); e
  • técnico administrativo (oito).

O novo pedido de vagas para a ANP foi feito com o objetivo de abrir um novo concurso público. Em 2021, a ANP informou que o quadro de servidores caiu de 685 pessoas, em 2017, para 613, em 2020.

Segundo o órgão, a Agência contava no ano passado com 1.516 trabalhadores de outros órgãos.

Último edital de concurso ANP

O último edital de concurso da ANP foi divulgado em 2015. Na época, foram ofertadas 34 vagas, sendo a maioria, 24, destinadas ao Rio de Janeiro, onde fica o escritório central da autarquia. A organização foi da Fundação Cesgranrio.

O edital do concurso ANP foi divulgado para os cargos de técnicos em regulação geral (12 vagas), técnico na especialidade de Química (02) e técnico administrativo (20). Para concorrer, era preciso ter nível médio completo e, no caso do técnico em Química, curso na área.

Os salários iniciais pagos, conforme o edital, eram de R$6.330,52 para o técnico em regulação e de R$6.062,52 no caso do técnico administrativo.

O concurso contou com provas objetivas, com 60 questões, sendo 40 de Conhecimentos Básicos e 20 questões Específicos.

Na parte básica, foram cobradas as disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Noções de Informática e Conhecimentos Gerais (Direito Administrativo, Constituição da República Federativa do Brasil, Estrutura da Indústria do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e Noções de Estrutura e Regulação da Indústria Petrolífera).

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.