Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como memorizar assuntos com facilidade? Confira!

Depois de muitas horas de estudo, sempre pensamos no que aprendemos, e na quantidade de informações que guardamos. Afinal, sempre esperamos, em troca do nosso esforço, a recompensa do aprendizado. Mas, você já se surpreendeu por lembrar de tão pouco, depois de tantas horas a fio de estudo? De ter aquele branco, aquele esquecimento na hora de uma prova? Pois bem, você não é o único. Diversas pessoas passam por isso, e poucas delas sabem como corrigir essas “falhas” na memória. Neste artigo, vamos te ajudar a superar essas dificuldades.

“Há algo de errado comigo”?

Dificilmente. Grande parte dos problemas de aprendizado se deve mais a forma como se estuda, do que com a pessoa que estuda. A metologia de estudo, o ambiente; é verdade que o cansaço físico/mental pode influenciar no rendimento, mas isso não configura nenhuma anormalidade, não é estranho cansar, seres humanos sentem isso. Nós sugerimos um olhar de fora para dentro, e por isso, vamos começar a falar das causas mais comuns que proporcionam queda de rendimento nos estudos, para que você possa melhorar os seus estudos.

MELHORE O SEU AMBIENTE DE ESTUDOS

 Sabia que interrupções durante os estudos dificultam o processo de retomada de concentração. Quando você se levanta para pegar um livro, ou uma caneta que não está na mesa, você se desliga totalmente do foco estabelecido. Você pode demorar até 15 minutos para restabelecer o foco anterior, dependendo do assunto. Então, prepare todo o seu ambiente antes de estudar: organize cadernos, apostilas, livros, computador, água mineral, cadeira, iluminação, arejamento. Se organizar é simples, e permite um melhor aproveitamento do seu foco.

NÃO DEIXE QUE TE INTERROMPAM

Seu ambiente está organizado. Mas sua mãe te chama. Tua irmã aparece na porta do quarto. O telefone toca. Batem na sua porta. Esses momentos proporcionam a mesma coisa que falamos no parágrafo anterior: perca de foco. Então, além de organizar o seu ambiente de estudos, organize seu ambiente social e familiar. Avise as pessoas sobre suas ocupações acadêmicas, para que não interrompam. Coloque aviso na porta do quarto, ou use horários mais calmos em casa. Ou, planeje seus estudos em locais onde você não esperará ser procurado, como uma biblioteca, uma sala de aula vazia na sua escola ou faculdade. Ah, desligue o celular (ou coloque no modo silencioso), e se desconecte das redes sociais. Se você é dessas pessoas que têm mania de checar o celular a todo instante, então desligue mesmo.

ORGANIZE O SEU MATERIAL DE ESTUDO

Estudar para concursos exige um vasto material de estudo. Você pode reunir muitos livros, muitas apostilas, videoaulas sobre diversos assutos. Mas para que os estudos rendam, estude uma coisa por vez. A fixação da informação é melhorada quando seu foco é concentrado. Se você estudar um mesmo assunto por três horas, terá mais facilidade de lembrar desse assunto, do que estudar 10 assuntos em 3 horas. Por isso, é importante lembrar para se organizar com antecedência, e não deixar os estudos para a última hora.

FAÇA RESUMOS E EXERCITE O CONHECIMENTO

Essa regra vale para qualquer assunto em processo de aprendizagem. Nós costumamos lembrar mais de informações que repetimos, e quanto mais repetimos, mais fixamos na memória. Uma forma de lembrar de detalhes importantes, é resumi-los com nossas próprias palavras. Um livro pode ter linguagem complicada, ou as aulas podem  ter discursos longos. Resuma as informações importantes, e releia sempre que puder: em pontos de ônibus, intervalos de aula, antes de dormir. Quanto mais se vê, mais fácil de lembrar. Informação exercitada é informação aprendida. Para assuntos como raciocínio lógico e matemática, vale a prática: não tem outro jeito. Repita cálculos, resolva questões, se torne especialista.

DURMA BEM

Sabia que o sono influencia no aprendizado? É o sono que restaura a nossa capacidade cognitiva todas as noites. Durante o sono, o cérebro desconecta as sinapses cerebrais menos importantes, e melhora as ligações mais importantes (como o assunto que você está repetindo). O sono fixa, bioquimicamente, o que você está estudando. Pelo menos, durma 7 ou 8 horas por noite. Nunca menos que 6 horas. Dormir menos que isso, comprometerá o seu rendimento, pois além da sonolência, e do cansaço do corpo, o seu sistema cognitivo vai tender a absorver menos informações, por tanta falta de reparos. Cochilos não valem: durma muito bem a noite.

REFAÇA PROVAS E LISTAS

Outra coisa que fixa o aprendizado, é o teste do que se aprendeu. Antes de fazer a prova do concurso, faça provas anteriores da mesma banca organizadora, resolva exercícios do assunto de livros diversos. Errou a questão? Estude, até acertá-la. O ideal é você repetir as mesmas listas até acertar pelo menos 90% delas. A repetição do estudo reforça o que você aprendeu. A repetição dos testes reforça a sua percepção do erro, e te ensina a não cometê-los de novo, em outras questões do assunto.

Comentários estão fechados.