Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos?

Compreender como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos é um passo imprescindível no desenvolvimento de nossas crianças. Afinal, um ambiente seguro e confortável é a peça-chave para a qualidade de vida efetivamente se instaurar. 

Assim sendo, neste conteúdo nós apontamos algumas dicas que podem ser úteis para você e a sua escola. Acompanhe para saber mais.

Como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos?

Podemos pensar em como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos a partir de duas vertentes:

  • Segurança física;
  • Segurança emocional.

No primeiro caso, as questões ambientais devem ser levadas em conta. Aqui, as faixas antiderrapantes em escadas e o corrimão seguro são peças-chave para a segurança.

No segundo caso, um ambiente que prioriza o diálogo e trabalha a empatia é fundamental para dar mais segurança e autoconfiança para os alunos.

Assim sendo, os apontamentos abaixo trazem à luz algumas dicas que se encaixam nos dois caminhos. Veja:

1- Supervisão nos momentos de brincadeiras

As brincadeiras são importantes mecanismos de desenvolvimento social, motor e psíquico. Portanto, elas não podem faltar no dia a dia de crianças e, por que não, dos adolescentes.

No entanto, essas brincadeiras necessitam de supervisão para que desenvolvam-se da melhor forma.

O professor ou tutor deve estar atento à brincadeiras que colocam a integridade física em risco, mas também deve se atentar a possibilidade de um aluno estar sofrendo bullying, por exemplo.

2- Conversas sobre segurança, saúde e bem-estar

Não existe forma mais efetiva de se estabelecer mais segurança na vida de uma criança do que passar a ela conhecimentos e informações importantes.

Essas informações devem abarcar apontamentos importantes sobre segurança, saúde e bem-estar, viabilizando um conhecimento mais aprofundado para os pequenos.

É claro que esses conteúdos devem ser passados de uma forma adequada à faixa etária de cada estudante, para que a compreensão seja mais efetiva.

Além disso, lembre-se de que nessas conversas é preciso deixar clara a importância de se falar sobre como se sente diante de diversas situações, pois isso fará com que a criança pense em suas próprias emoções.

3- Estabeleça regras e diretrizes

Ter regras e diretrizes claras também é uma forma de como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos. 

Essas regras devem sempre trazer à luz os limites saudáveis para determinadas situações, mas sem aquele tom autoritário.

Inclusive, é possível solicitar a ajuda das crianças na hora de criar o “contrato didático”.

4- Evite proibições sem explicação – Como a escola pode promover um ambiente seguro para seus alunos

Seguindo o ponto acima, na hora de estabelecer as regras para os alunos é de suma importância que uma explicação seja dada.

Ou seja, não adianta dizer para uma criança pequena não mexer com fogo, e não dar nenhum esclarecimento acerca das consequências, concorda? Afinal, isso apenas ativará a curiosidade e poderá fazer com que a criança se exponha ao perigo.

Por isso, busque sempre clarificar a mente dos alunos ao apresentar alguma regra de “conduta”, por exemplo. Isso trará mais clareza para as diretrizes e evitará passar aquela imagem de mera proibição.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.