Colecionadores pagam até R$ 200 por ESTA moeda de 5 centavos

Colecionadores pagam até R$ 200 por ESTA moeda de 5 centavos

Valores de moedas informados em catálogos são apenas uma base para os colecionadores e vendedores

As pessoas não costumam ficar muito felizes ao encontrarem alguma moeda 5 centavos na carteira. O item possui um valor facial muito baixo e, por isso, não é muito procurado pelas pessoas, que torcem para achar cédulas, já que estas valem bem mais no país.

Entretanto, algumas moedas chegam a valer muitos reais devido a algumas características que possuem. Aliás, você sabia que é possível vender uma moeda de 5 centavos por R$ 200? Isso não se refere a todos os itens desse valor monetário, mas apenas a um modelo específico, que possui uma peculiaridade incomum.

A saber, muitos colecionadores buscam moedas antigas, mas não são apenas estes itens que fazem sucesso. No universo da numismática, o item não deve ser, necessariamente, antigo. Essa é uma das características que pode aumentar o seu valor, mas não a única, visto que existem outras peculiaridades que valorizam um exemplar.

Nesse mundo, o valor facial das moedas pouco importa para os colecionadores. Em resumo, a cunhagem do modelo é apenas um detalhe para algumas pessoas, pois elas buscam outras características nestes itens, ou seja, o valor monetário do exemplar é o que menos importa para os interessados em comprá-los.

A propósito, o termo numismática se refere ao estudo de cédulas, moedas e medalhas sob o ponto de vista histórico, artístico e econômico. Além disso, o nome também é utilizado muitas vezes para designar o ato de colecionar estes itens, ou seja, os colecionadores são chamados de numismatas.

Moeda de 5 CENTAVOS vale até R$ 200

Nos últimos tempos, uma moeda de 5 centavos, fabricada em 2009, ganhou espaço entre os colecionadores. O item faz parte da segunda família do real e, naquele ano, a Casa da Moeda produziu mais de 400 milhões de unidades de 5 centavos, tiragem bastante elevada.

Em síntese, os exemplares comuns não apresentam valores elevados, visto que existem muitas peças no país. Contudo, algumas moedas de 5 centavos daquele ano possuem um erro de fabricação que eleva o seu valor em 4 mil vezes, para R$ 200, segundo o Catálogo Ilustrado Moedas com Erros. Trata-se de um exemplar com o reverso invertido.

Para conferir se o modelo tem esse erro, basta girá-lo na vertical, ou seja, de cima para baixo ou de baixo para cima. Se, ao girar a moeda, o reverso ficar de ponta cabeça, significa que ele está invertido, algo que não deveria acontecer.

Exemplo de moeda de 5 centavos de 2009
Moeda de 5 centavos de 2009. Imagem: Reprodução.

Estado de conservação influencia valores

As moedas recebem algumas classificações quanto ao seu estado de conservação. O primeiro termo se chama flor de cunho, que se refere aos exemplares que não circularam, ou seja, não apresentam qualquer sinal de desgaste ou manuseio. Em outras palavras, são moedas que não possuem marcas e estão em perfeito estado de conservação.

Por sua vez, o estado de soberba se refere às moedas que apresentam, aproximadamente, 90% dos detalhes da cunhagem original. Em resumo, os exemplares que tiveram uma pequena circulação se enquadram neste segmento.

Já a moeda muito bem conservada (MBC) se caracteriza por ter mais sinais de manuseio e uso. Os itens devem apresentar, aproximadamente, 70% dos detalhes da cunhagem original. Além disso, o seu nível de desgaste deve ser homogêneo, sem ter um local bem mais desgastado que outro.

De acordo com o Catálogo Ilustrado Moedas com Erros, de 2024, a moeda de 5 centavos de 2009 com o reverso invertido tem os seguintes valores:

  • Flor de cunho: R$ 200;
  • Soberba: R$ 150;
  • MBC: R$ 100.

Vale destacar que os valores informados em catálogos são apenas uma base para os colecionadores e vendedores. Na verdade, os valores dependem da negociação entre as partes envolvidas. Logo, é possível vender as moedas por preços mais elevados que os informados em catálogo, caso o comprador acredite que vale a pena pagar mais caro.

Veja como vender os itens valiosos

Os interessados em vender seus exemplares podem conseguir isso através de diversas maneiras. Confira abaixo as principais formas de vender moedas raras para colecionadores.

  • Entrar em grupos de colecionadores em redes sociais, como o Facebook;
  • Acessar lojas especializadas na compra e na venda de moedas raras, tanto físicas quanto online;
  • Participar de leilões de moedas raras, principalmente de itens que tenham alto valor;
  • Buscar plataformas online como Mercado Livre e Shopee, pois possuem muitos usuários interessados em colecionar moedas raras.

Por fim, as pessoas devem aumentar o conhecimento no tema e ganhar experiência no mercado para conseguirem preços justos. Cabe salientar que os leilões oferecem um ambiente competitivo, aumentando as chances de venda das moedas a preços mais elevados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.