Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Clássicos do vestibular: O Velho da Horta, de Gil Vicente

Gil Vicente (c. 1465 – c. 1536) foi um grande poeta português e ficou conhecido também como o primeiro grande dramaturgo de Portugal. Desse modo, o autor possui diversas obras teatrais que são consideradas obras-primas até hoje, exemplo disso é o famoso texto O Auto da Barca do Inferno, de 1516.

Outro texto seu de destaque é a peça intitulada O Velho da Horta. Publicada pela primeira vez em 1512, a obra é bem estruturada em início, meio e fim. Centrada na mesma personagem durante todo o seu desenvolvimento, a peça traz uma sequência de episódios sobre a personagem central e tais episódios se passam em um mesmo cenário, a horta. Assim, só se sabe dos fatos que se passam fora da horta porque há narração dos mesmos em cena.

Enredo e características da obra

Todo os episódios da peça possuem seu desfecho e certo tom de comicidade. Como em outras peças de Gil Vicente, em O Velho da Horta há a apresentação de tipos, dentre os quais há dois centrais: o Velho apaixonado e a Moça por quem ele se enamora. Desse modo, enquanto o Velho persegue seu sonho por conta de um amor imprudente e obcecado, a Moça responde as suas investidas com sarcasmos e ironias.

Nesse processo, uma Alcoviteira que percebe uma oportunidade de lucrar e oferece seus serviços para garantir ao Velho que ele conseguirá o que deseja, a reciprocidade da Moça. Assim, a Alcoviteira extorque toda a riqueza do Velho sem dar retorno, até que a Justiça o livra da figura da aproveitadora. No entanto, ao final da peça, ele não obtém o que deseja, pois a Moça casa-se com outra pessoa.

A linguagem usada por Gil Vicente na obra é semelhante à poesia palaciana e os acontecimentos seguem ordenamento cronológico. Já as personagens que aparecem na obra são: o Parvo, a Alcoviteira, o Alcaide, a Mocinha, a Mulher, o Velho, a Moça e os Beleguins.

A obra está disponível para download gratuito no site do Domínio Público. Clique aqui para acessar.

E aí? Gostou das dicas? Então deixe aqui o seu comentário!

Veja também 3 podcasts para aprender mais sobre racismo no Brasil.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.